Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



A jovem Bárbara Carolina Cantidio, de 17 anos, morreu em decorrência de um tiro, nas costas, após um amigo dela se envolver numa briga, instantes antes, dentro de um shopping em Barretos, no interior de São Paulo. O caso ocorreu no fim da tarde dessa sexta-feira (9/12).

Um adolescente de 17 anos foi apreendido, apontado como um dos dois autores dos tiros, que também atingiram a prima de Bárbara, uma adolescente, também de 17 anos, ferida na região do peito.

Ela foi encaminhada à Santa Casa de Misericórdia de Barretos, em estado grave, onde permanece internada. Um segundo suspeito já foi identificado pela polícia, mas ainda não foi preso.

Vídeos feitos com celulares mostram uma briga generalizada no interior do North Shopping, durante a partida após a qual o Brasil foi eliminado da Copa do Mundo do Qatar pela Croácia, em disputa de pênaltis.

O motivo da briga, segundo registros do plantão da Delegacia Seccional de Barretos, seria uma rixa entre gangues. Após a confusão, Bárbara, a prima, um amigo e uma amiga, de 21 e 20 anos respectivamente, saíram do local.

Quando chegaram perto de um ginásio de esportes, ainda nas imediações do shopping, na avenida Ranulfo Prata, um carro de cor escura passou ao lado das vítimas. Neste momento, as três jovens teriam se abraçado e ajoelharam-se, de acordo com a polícia, enquanto o rapaz de 21 anos estava mais afastado delas.

Era por volta das 18h e dois criminosos abriram fogo contra o grupo, usando um revólver e uma pistola. Os atiradores fugiram em seguida.

Bárbara foi atingida nas costas e sua prima no peito. A outra jovem e o rapaz ficaram ilesos.

No início da madrugada deste sábado (10/12), policiais militares apreenderam um menor de 17 anos, na casa dele. Ele é apontado como um dos atiradores e foi reconhecido pelas vítimas.

O outro suspeito já foi identificado pela polícia, mas não havia sido preso até a publicação desta reportagem.

North Shopping

Em nota, o North Shopping afirma se solidarizar com a dor das famílias das vítimas pelo “lamentável incidente”, ressaltando que ele ocorreu “nos arredores” do centro de compras.

Sobre a briga, que antecedeu o homicídio, ocorrida dentro do shopping, a empresa afirmou que o incidente foi dissipado por sua equipe de seguranças, “colocando para fora do centro de compras todas as pessoas envolvidas na confusão.”

O shopping acrescentou estar à disposição da Polícia Civil para o esclarecimento dos fatos.

Do Metrópoles 

***


error: Conteúdo Protegido