Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



O atirador que matou três pessoas  – dois professores e um aluno – de duas unidades de ensino de Aracruz (ES) foi identificado e apreendido pela Polícia Militar no começo da tarde desta sexta-feira (225).  Conforme apurou a reportagem do Terra, foi confirmado que se trata de um ex-aluno, de 16 anos, filho de um policial militar.

De nome não revelado por menor de idade, a PM capixaba confirmou que o atirador estudaou na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Primo Bitti até junho deste ano. Ainda não se sabe o motivo de sua transferência.

As armas e o carro 

O adolescente infrator usou duas armas no ataque, sendo uma pistola calibre .40 do pai e um revólver particular. Já o carro usado no trajeto entre as duas unidades de ensino, bem como na fuga, é da mãe do autor. O veículo estava com as placas cobertas durante o crime. Além dos 3 mortos, a ação deixou ao menos 13 feridos.

 

Depois de capturado, o rapaz chegou à delegacia do município sendo levado pela PM com o rosto coberto por um pano e trajando colete à prova de balas.

O crime

Os disparos foram registrados na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Primo Bitti e no Centro Educacional Praia de Coqueiral, localizados na mesma região. O atirador apontado como autor do ataque foi identificado como um ex-aluno da escola estadual, que deixou a escola em junho deste ano.

Segundo as primeiras informações divulgadas pelo Capitão Alexandre, do 5º Batalhão da Polícia Militar, à TV Gazeta Norte, o adolescente invadiu a sala dos professores da escola e disparou contra as vítimas às 9h30. Dois professores morreram no local.

Na sequência, o atirador deixou o local de carro e seguiu para uma escola particular que fica na região. Na unidade, ele deixou outras cinco pessoas feridas e um aluno morto. Ainda de acordo com o capitão, ele fugiu no veículo em direção à orla.

Aulas suspensas

Em nota, a Prefeitura de Aracruz informou que suspendeu as aulas em todas as escolas da rede municipal nesta sexta e que também solicitou ao Governo do Estado o reforço no policiamento na região.

A administração municipal anunciou, ainda, o adiamento da abertura da programação de Natal na cidade e o cancelamento dos Jogos Indígenas do Espírito Santo, que seriam realizados entre sexta, 25, e domingo, 27, na Aldeia Caieira Velha, próxima às escolas atacadas.


error: Conteúdo Protegido