Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



O Instagram marcou como “informação falsa” nesta sexta-feira, 21, a publicação em que o pastor bolsonarista André Valadão diz que foi intimado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a se retratar por acusações que fez contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na última quarta-feira, 19, o religioso, por meio de um vídeo e com a voz embargada, afirmou que foi obrigado pelo ministro Alexandre de Moraes, do TSE, a dizer que o petista “não é a favor do aborto, da descriminalização das drogas e de liberar pequenos furtos”.

“Dias atrás, recebi em minha residência uma intimação do TSE, através do senhor Alexandre de Moraes. Venho me declarar, a partir desta intimação, dizendo que Lula não é a favor do aborto (…) Lula não é a favor, literalmente, de colocar uma regulação na mídia onde você vai perder o poder de expressar sua opinião, expressar o seu culto. É isso. Deus abençoe o Brasil”, afirmou.

Publicação em que pastor André Valadão mente sobre TSE é marcada como falsa
Publicação em que pastor André Valadão mente sobre TSE é marcada como falsa

Foto: Reprodução/Instagram/@andrevaladao

Segundo o TSE, no entanto, ainda não houve qualquer decisão contra Valadão. A Corte apenas determinou que o pastor apresentasse a sua defesa em um processo movido pela coligação Brasil da Esperança, que abrange os partidos que compõem o palanque de Lula e do PT nestas eleições, que entrou com um pedido de direito de resposta contra Valadão. O candidato pede retratação por declarações feitas pelo pastor em suas redes sociais, associando o ex-presidente a furtos de celulares, por exemplo.

Neymar também tem post marcado

O jogador Neymar compartilhou em seus stories do Instagram o vídeo de André Valadão e também teve a publicação marcada como “informação falsa” pela rede social.

O conteúdo, oculto, apresenta um aviso de “informação falsa”, com o comentário “verificadores de fatos independentes afirmam que essa informação não se baseia em fatos”. Mesmo assim, após o aviso é possível ver o vídeo, que seguia disponível até a publicação desta matéria.

No final de setembro, Neymar declarou seu voto no candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL). A manifestação se deu por meio de suas redes sociais, com um vídeo em que faz uma coreografia em sintonia com uma música pedindo voto no chefe do Executivo. O atacante já havia demonstrado proximidade com o presidente em outras oportunidades.

Do IGNotícias/Com informações do Estadão Conteúdo

***


error: Conteúdo Protegido