Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



O vice-presidente da República e senador eleito pelo Rio Grande do Sul, Hamilton Mourão (Republicanos), voltou a fazer duras críticas a atuação do ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Tribunal do Superior Eleitoral (TSE) e disse que será papel do Senado “dar um freio” no magistrado. Para Mourão, as decisões de Moraes estão “ultrapassando os limites” e acusou o ministro de prevaricar.

O vice de Jair Bolsonaro (PL) ainda alfinetou os outros ministros da Suprema Corte por não segurar as determinações do magistrado no plenário. Mourão sugeriu ao judiciário orientar Moraes a “abaixar a bolinha”.

“Compete ao restante da Corte dá um freio nele, mas não estão fazendo isso. O Senado terá que fazer isso. A Corte poderia dizer ‘olha, Alexandre, abaixa tua bolinha aqui, está errado isso que está fazendo e não vamos aprovar as suas medidas”, disse Mourão, em entrevista ao Estadão.

“Na minha visão, o Alexandre de Moraes vem prevaricando e está ultrapassando o limite da autoridade dele. No momento em que ele conduz um inquérito onde ele é investigador, denunciador, é julgador e parte ofendida, isso está errado. O devido processo legal não está sendo respeitado aqui no nosso país”, completou.

Hamilton Mourão ainda acusou Alexandre de Moraes de ter cometido crime de responsabilidade e prometeu agilizar o processo de impeachment do ministro no Congresso Nacional.

Do IGNotícias 


error: Conteúdo Protegido