Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Um grupo de policiais que se declaram antifascistas no Tocantins entregaram uma carta de apoio à eleição do ex-presidente Lula (TO). O documento foi entregue na noite desta quarta-feira (19/10), na sede do comitê de campanha em Araguaína, com a presença de lideranças como o deputado federal Célio Moura (PT), o juíz aposentado do Trabalho Leador Machado e Edmundo Rodrigues, presidente do Diretório Municipal do PT.

Na carta é assinada por 53 policiais e cita os motivos do apoio a Lula. “Entendemos que o apoio a ele representa a manutenção do Estado de Direito, da retomada de uma política efetiva de segurança pública; saúde; educação; ciência e tecnologia; cultura; emprego; respeito às diversidades; combate à miséria e a fome, resgate da imagem internacional brasileira, dentre muitas outras questões e valores fundamentais da nossa nação.”

Para o agente de polícia Davi Fernandes Nunes, que faz parte da comissão responsável pela entrega da carta, votar em Lula é um ato que tem por finalidade frear o desmonte do estado de bem-estar social e o sucateamento dos serviços públicos, é uma ação da defesa do Estado de Direito e a manutenção de conquistas e direitos históricos, bem como um movimento voltado para cobrar a paz e a harmonia entre os poderes.

“Esse é o momento que nós enquanto policiais antifacistas estamos nos posicionando e dizendo abertamente que parte da polícia vota em Lula para presidente, por isso, esse momento é importante, pois a sociedade precisa ouvir e saber que temos um lado e esse lado é o da democracia”, declarou.

Para o presidente do PT municipal de Araguaína, que ajudou na articulação e diálogo da carta de apoio dos policiais, a eleição de Lula representa um momento histórico. “Estamos vendo um grupo de policiais se manifestando e trazendo o apoio a eleição do nosso presidente Lula. É uma posição clara e firme”, disse.

Quero parabenizar os policiais do Tocantins pela coragem e compromisso com a nossa democracia, e estarei sempre apoiando a luta e as demandas de vocês como deputado federal até o final do meu mandato e depois como advogado que sou”, afirmou o deputado federal Célio Moura.

ÍNTEGRA 

CARTA DE APOIO DOS POLICIAIS ANTIFASCISTAS DO ESTADO DO TOCANTINS AO CANDIDATO LULA

“Nós, policiais antifascistas do Tocantins, preocupados com os rumos de nossa inestimável democracia, neste ato, nos manifestamos em favor da eleição do candidato LULA. Entendemos que o apoio a ele representa a manutenção do Estado Democrático de Direito, da retomada de uma política efetiva de segurança pública; saúde; educação; ciência e tecnologia; cultura; emprego; respeito às diversidades; combate à miséria e a fome, resgate da imagem internacional brasileira, dentre muitas outras questões e valores fundamentais da nossa nação.

Não concordamos e menos ainda compactuamos com a forma desastrosa que o atual presidente lida com a coisa pública e com a sociedade brasileira. Negligenciando todos à mercê da própria sorte ao mesmo tempo que não respeita as instituições, destrói direitos conquistados com luta histórica, desestrutura a ordem democrática, ameaça os outros poderes da federação e cospe na Constituição Brasileira que jurou defender.

Nosso apoio a Lula significa combater o preconceito, a tirania, a necropolítica, a teocracia, a misoginia, a intolerância, a higienização social, o racismo, que são características marcantes do atual presidente.

Votamos em LULA contra o efeito nefasto da Reforma Tributária que aumentou os encargos previdenciários de todos os policiais, a cruel Reforma Previdenciária que dificultou sobremaneira a aposentadoria policial, as pensões por morte, e demais perdas de direitos. Também contra a Reforma Trabalhista que visa a retirada de nossos direitos históricos com a precarização do trabalho que vem sendo proposta na PEC 32, que tanto ameaça à estabilidade dos serviços públicos, tornando os trabalhadores reféns das arbitrariedades e ilegalidades praticadas por gestores públicos; o que trará enormes prejuízos para toda a sociedade.

Votar em LULA é lutar pela autonomia administrativa e financeira das Forças de Segurança civis, pelo fim da interferência em investigação criminal, contra o afastamento de policiais. Queremos a implantação efetiva do sistema único de segurança pública que possa agir de forma integrada e que contemple e priorize as peculiaridades regionais.

Não reeleger o atual presidente é lutar por melhorias das Polícias Civil, Federal, Rodoviária Federal, Penal e Guardas metropolitanos. Ou seja, todos os demais ramos da segurança que não são militarizados. Não podemos deixar a sociedade ser enganada por ele quando discorda que “defende as Polícias”!  Este chefe do executivo defende apenas aqueles que batem continência, deixando de lado toda uma rede de servidores, tão importantes quanto qualquer trabalhador brasileiro. Não podemos deixar a sociedade confundir milícia com polícia!! Forças armadas paralelas não podem ser ignoradas pelo governo federal como tem acontecido.

Votar em LULA, é dar um basta na insensibilidade, no descaso, na ignorância. É trazer a humanização, a ciência e a razão para dentro do Estado Democrático de Direito Brasileiro, fortalecendo assim as nossas instituições e a nossa democracia. Acreditamos que LULA presidente será capaz de virar mais uma das páginas sombrias de nossa história.”

Lista dos signatários da carta em manifesto ao candidato LULA:

1. Davi Fernandes Nunes

2. Almir Tadeu Cordeiro Pereira

3. Patrícia Vasconcelos Fonseca de Oliveira

4. Rui Emanuel Pereira Lima Marinho

5. Marciane santos Leite

6. Manoel Chaves Lima Junior

7. Evaldo de Oliveira Gomes

8. Eronides Costa dos Santos

9. Angelo Bruno Junior

10. Paulinho Sousa Lima Sales

11. Valgnesio Rodrigues sobrinho

12. Juracy Gomes Pereira Jácomo

13. Maria Soares Maione

14. Cleber de Souza Oliveira

15. Marco Antonio P. GOMES

16. Thiago Piccoli de Souza

17. Hudson Guimarães Leite

18. Edenilson Rodrigues de Souza

19. Eduardo Coelho Pinheiro

20. José Antonio da Silva

21. Eliane Machado Pereira

22. Elisiano Alves Camelo

23. Humberto A. Sena

24. Jackson da Silva Oliveira

25. Edson Souza

26. Carla da Silva Mendonça Andrade

27. Gleyson Ramos de Sousa

28. Antonio de Castro Azevedo

29. Ananias Mariano da Silva

30. Silvia Alyne Soares de Sousa

31. Alexandre Ramos Bibikow

32. Antônio Lázaro Lima Sampaio

33. Mirian Cardoso Pereira no

34. Christianne Fraga Oliveira Santos

35. Juliano Silva de Figueiredo

36 Giselly Maria Martins Costa Milhomem.

37. Alexsandro de Arruda dos Santos Morais

38. Maria Bethania Valadão

39. Cristiane Galeno Teixeira

40. Artênio Duarte Neves

41. Diogo de Vasconcelos Menezes

42. Linsmar Souza dos Santos

43. Iranilto Sales de Almeida

44. Nayara Rodrigues Nogueira

45. Gleidisman Rodrigues Milhomem

46. Atilas Carvalho Godinho

47. Magdiel dos Satos Lindoso

48. Victor Vandré Sabará Ramos

49. Edivam Valadares Cunha

50. Artur Lemos Cabral Junior

51. Clemilton Alves Ribeiro de Sousa

52. Cláudio Alexandre Gomes

53. Genivaldo Barros de Oliveira

policias, juízes e políticos durante reunião

Do AFNotícias 
***


error: Conteúdo Protegido