Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Um peixe-lua gigante, descoberto ano passado em Portugal, quebrou recorde e foi considerado como o peixe ósseo mais pesado do mundo, informa o Journal of Fish Biology em artigo divulgado na última semana.

O animal, que foi capturado já morto após ser encontrado flutuando perto da Ilha do Faial, tem mais de três metros e, ao ser pesado, descobriu-se que ele tinha um peso de quase três toneladas – o que equivale a um Chevrolet Suburban.

Mais de 90% dos peixes têm esqueletos ósseos e, portanto, se enquadram nessa categoria do peixe-lua. Isso os diferencia de tubarões, raias e alguns peixes que possuem esqueletos cartilaginosos, como o tubarão-baleia, o maior deles.

Peixe-lua gigante
Peixe-lua gigante

Foto: Atlantic Naturalist

“É muito raro encontrar peixes grandes hoje em dia devido à pesca excessiva e à degradação do habitat”, afirma Kory Evans, ecologista de peixes da Universidade Rice.

O último peixe ósseo registrado foi uma fêmea da mesma espécie capturada no Japão em 1996, que pesava quase 2,3 toneladas.

Desajeitado e lento

Além de seu tamanho, o peixe-lua também chama atenção pelo seu nadar, digamos, desajeitado.

Ao contrário da maioria dos peixes, eles usam suas barbatanas dorsais para impulsionar seus corpos enormes, e o fazem de forma lenta e aleatória.

Por causa disso, esses peixes são frequentemente vistos flutuando de lado na superfície do mar. Para os cientistas, os animais fazem isso para se aquecer ou até para facilitar que as aves marinhas façam refeições dos parasitas que grudam neles.
Do terra 
***


error: Conteúdo Protegido