Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



A ministra do Tribunal Superior Eleitoral, Maria Claudia Bucchianeri, determinou, nesta quinta-feira (13), a suspensão de uma propaganda da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL). O vídeo diz que o ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defende que pessoas roubam celular para tomar cerveja.

Na decisão, a ministra citou a existência de montagem por meio da “reunião de frases que foram ditas em momentos distintos e em contextos distintos”. A ministra proibiu que a campanha de Bolsonaro veicule a peça, sob pena de multa de R$ 50 mil.

A declaração de Lula de que algumas pessoas que roubam celular para vender e “ganhar um dinheirinho” foi dita em uma entrevista no momento em que o petista é indagado sobre as causas da violência e menciona a pobreza existente no Brasil.

Em outro momento da entrevista, o petista diz: “É preciso distensionar para a sociedade perceber que a torcida do Santa Cruz e do Sport não são inimigas. São adversárias durante o jogo, depois vão para o bar tomar cerveja juntos”. Conforme a ministra, esse segundo trecho é de quando o petista está debatendo o ódio existente na sociedade.

“Esse específico trecho do ‘tomar cerveja juntos’ é, então, recortado dessa fala e inserido na primeira, para passar a mensagem inverídica de que Luiz Inácio Lula da Silva teria sustentado que a pessoa ‘rouba celular’ ‘para tomar cerveja‘”, escreveu Bucchianeri.

Do IGNotícias

***


error: Conteúdo Protegido