Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora


Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira (21/09) duas mulheres e um homem acusados de envolvimento em um assalto a um salão de beleza localizado na Vila Ribeiro, em Araguaína. Na ocasião do crime, ocorrido em julho, um dos criminosos foi baleado por uma pessoa que passava em frente ao local e reagiu

Foram presos Renayla Maria Moreira Gouveia, de 24 anos, Moniele de Sousa Matos, de 29 anos, e Pedro Ricardo Conceição de Souza, de 23 anos. As duas mulheres foram presas em casa, uma no Bairro São João e a outra, no Setor Maracanã. O homem foi detido próximo ao Parque Cimba.

O delegado Alexandre Pereira, da Delegacia de Repressão a Roubos (DRR), informou que esses três e os outros dois envolvidos que praticaram o assalto se juntaram para planejar todo o crime. Todos os presos nesta quarta-feira, como o que foi baleado, já possuem passagem pela polícia, inclusive um deles tem condenação por integrar uma organização criminosa.

Investigações 

De acordo com o delegado, os três suspeitos estavam sendo investigados por terem participado do roubo de joias praticado em um salão de beleza, sendo que um dos envolvidos foi baleado por um terceiro que passava em frente ao local no momento do crime. O assaltante foi preso em flagrante, após receber atendimento médico.

Durante as investigações, foram identificados mais três envolvidos, sendo as duas mulheres e o homem.  Segundo o delegado, estas duas mulheres frequentavam o salão.

Dia de crime

No dia anterior e na data do fato, elas compareceram ao local, se passaram por clientes e verificaram que a dona do salão ostentava algumas joias, pulseira, cordões. Então repassaram estas informações para o seu companheiro que contou com o auxílio de outros indivíduos no assalto, sendo que um deles ainda não foi identificado”, explicou.

Todos com antecedentes 

Todos eles têm histórico criminal extenso. Esse indivíduo que foi preso hoje já foi preso por tráfico, inclusive já tem sentença, transitada e julgada; foi preso por integrar organização criminosa. As mulheres têm registros criminais por lesão corporal e tráfico”, informou o delegado.

O assaltante que foi baleado também tem passagem e ostenta uma vasta ficha criminal. “Ou seja, esse grupo composto por pessoas já experientes no mundo do crime se uniu para arquitetar esse plano criminoso. Tudo planejado, se passaram por clientes, levantaram a rotina e o horário do local, constataram que ela ostentava essas joias, e de forma orquestrada planejaram esse crime”, detalhou o delegado.

Do AFNotícias 

***


error: Conteúdo Protegido