Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



O bolsonarista que viralizou nas redes sociais, no último sábado (10), por negar comida a uma mulher simples que declarou voto em Lula (PT) em um bairro pobre de Itapeva (interior de São Paulo) é Cássio Joel Cenali. Cássio é empresário do agronegócio e vive na mesma cidade. Ele responde a 14 processos no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), um deles pelo não pagamento de IPTU.

O empresário também recebeu R$ 5,250 mil do programa de assistência social Auxílio Brasil.

No vídeo, Joel pergunta à mulher qual candidato ela irá votar nessas eleições, Lula ou Bolsonaro. Ela responde Lula, o que irrita o bolsonarista. Ele avisa, então, que decidiu suspender a entrega de marmitas na casa dela. “É? Então tá bom, a partir de hoje não tem mais marmita. É a última marmita que vem aqui. A senhora peça para o Lula agora. Beleza?” diz o empresário.

A princípio, a mulher não acredita e pergunta se aquilo era verdade. Então, Cássio volta a humilhá-la: “Aqui não vem mais marmita. Ela vai pedir pro Lula”.

Bolsonarista que se recusou a dar comida a mulher é do agro e tem dívidas na justiça

Bolsonarista que se recusou a dar comida a mulher é do agro e tem dívidas na justiça

Desde que o vídeo começou a circular nas redes sociais, gerou comentários de políticos e personalidades do Brasil inteiro (principalmente os que estão mais próximos do PT). O apresentador Luciano Huck, por exemplo, manifestou desejo em ajudá-la.

Do MaisGoiás e IGNotícias 
***


error: Conteúdo Protegido