Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora


Foto: Dornil Sobrinho - Secom/PortoNacional

A prefeitura de Porto Nacional, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação (Semas), alerta as pessoas que possuem registro no Cadastro Único (CadÚnico) para que procurem o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo ou a própria Semas portando documentos pessoais como CPF, Identidade, Título de eleitor, comprovante de endereço, declaração escolar dos filhos e certidão de casamento ou nascimento, caso não seja casado(a), para atualizar as informações familiares. Cerca de 3 mil famílias que moram no município e recebem os benefícios estão com cadastro desatualizado.

O CadÚnico é o principal registro para identificar as famílias de baixa renda existentes no País, em 2022. A ferramenta permite que o governo tenha acesso a informações como identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, residência e utilize os dados para seleção e inclusão das famílias em programas sociais do governo federal.

A Secretária de Assistência Social e Habitação, Keila Viana, explica quando o cadastro deve ser atualizado. “Para que continuem recebendo os benefícios, as famílias precisam atualizar esses dados no CRAS mais próximo a cada dois anos, ou sempre que houver alterações, como mudança de endereço, escola em que os filhos estudam, renda, dentre outros”.

A família que não fizer a atualização cadastral até outubro terá  o seu registro cancelado, perdendo os benefícios. Os beneficiários podem obter mais informações sobre sua situação cadastral pelo telefone da coordenação do CadUnico: (63) 9246-8101.

Dentre os benefícios que exigem o CadÚnico estão o Programa Auxílio Brasil (substituto do Bolsa Família), Tarifa Social de Energia Elétrica, Vale Gás, Programa Minha Casa Minha Vida, Auxílio Gás, isenção de taxa em concursos públicos e outros.

Outros auxílios

Taxistas e caminhoneiros podem receber auxílio financeiro de seis parcelas de mil reais. Os trabalhadores dessas categorias não precisam ter o número do NIS para receber esse benefício. No entanto, devem estar com o CPF e a CNH regularizadas junto ao município. Já os caminhoneiros precisam estar com a situação regular junto ao Registro Nacional de Transporte, Rodovias e Cargas. Para mais informações, entrar em contato com o CRAS mais próximo ou com a Semas.

Por: Anne Karianny Moreira
Secretaria Municipal da Comunicação

***


error: Conteúdo Protegido