Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



A Secretaria de Saúde do município de Palmas divulgou na tarde desta terça-feira (30), o boletim semanal da Varíola dos Macacos, também conhecida como Monkeypox, em que confirma a existência de três casos positivos para a enfermidade; 23 casos suspeitos e 22 casos descartados. Os dados do informe são do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) e referem-se ao período de 23 a 30 de agosto.

Os positivados são de duas crianças de 2 e 12 anos, ambas do sexo feminino; e um homem de 28 anos. A SEMUS ressaltou que o jovem não é morador de Palmas, apenas realizou os exames durante estada na Capital. Ele e a menina de 2 anos seguem em isolamento e estão sendo monitorados pelo CIEVS.  A outra criança pré-adolescente já saiu do isolamento.

A Secretaria de Saúde acrescenta, ainda, que além do monitoramento dos pacientes suspeitos e dos confirmados, realiza o acompanhamento dos contatos de cada caso, sendo que as manifestações mais frequentes são lesões, inapetência e outras que configuram quadro leve da doença.

Casos no estado

Com os três infectados confirmados pelo CIEVS de Palmas, o Tocantins contabiliza seis infectados pelo vírus Monkeypox. Os outros pacientes estão em Nazaré, Paraíso e Araguaína.

Recomendação

Em razão da confirmação, a Semus reforça que a principal medida para evitar a contaminação é a prevenção, limpeza constante das mãos, uso de álcool gel, máscaras para a população imunossuprimida e mais vulnerável à doença como gestantes, crianças e pessoas com comorbidade.

A diretora de Vigilância em Saúde da Semus, Maressa Castro, reforça que, ao menor dos sinais, o usuário deve procurar a sua Unidade de Saúde da Família (USF) de referência ou umas das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). “Nossa equipe já está alinhada e preparada para receber os casos suspeitos da doença. Após avaliação clínica, os pacientes serão encaminhados ao Laboratório Municipal para realizar a coleta para confirmar o diagnóstico”, explica.

 

***


error: Conteúdo Protegido