Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



O empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da Havan, teve suas contas oficiais retidas nas redes sociais nesta quinta-feira (25) em razão de uma demanda judicial. Os perfis de Hang no Twitter, Instagram e YouTube foram suspensos.

Segundo nota da rede social enviada ao iG , “o Twitter bloqueou a conta @lucianohangbr para atender a uma ordem judicial do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

O YouTube afirmou ao iG que “O canal foi bloqueado por conta de uma decisão judicial e o processo corre sob segredo de justiça”.
Hang e outros empresários fazem parte de um grupo de WhatsApp que foi alvo de operação da Polícia Federal na terça-feira por trocar supostas mensagens golpistas .

Hoje, Hang entrou com processo por danos morais contra o jornalista Guilherme Amado e o site Metropoles . De acordo com o escritório de advocacia do empresário bolsonarista, o colunista divulgou “notícia falsa atrelando o empresário a um suposto golpe de estado” no caso dos empresários que foram alvos de operação da Polícia Federal. O pedido de indenização é de R$ 200 mil.

iG tentou contato com a assessoria de Hang, mas não obteve retorno. O iG entrou em contato com o Instagram e aguarda retorno.

Do IGNotícias 

***


error: Conteúdo Protegido