Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Quatro mortes violentas e três pessoas feridas a tiros foram registradas na noite de domingo (21), uma das mais violentas deste ano em Palmas.

O primeiro crime perpetrado nos moldes de uma execução, ocorreu por volta das 20h e 30m, no setor Morada do Sol por intermédio de ocupantes de um carro de passeio branco que alvejaram um jovem de 26 anos, nome não informado. No local foram encontradas capsulas de calibre ponto-40.

Quase no mesmo horário, no Setor Maria Rosa, que fica próximo, mais um tiroteio num acampamento de ciganos. Um homem de 50 anos morreu e três mulheres ficaram feridas, dentre elas, uma jovem grávida de 19 anos.

As informações dão conta que os disparos foram efetuados por um homem que estava em uma motocicleta não identificada. Cerca de 17 tiros foram efetuados, supostamente, de pistola calibre 9mm.

O terceiro assassinato foi registrado na antiga Quadra 1.303 Sul, ocasião em que um homem tentou conter uma briga entre dois adolescentes e foi esfaqueado na região abdominal por um dos rapazes. O autor fugiu e não localizado pela PM.

Ainda antes do fechamento da noite, foi encontrada morta em provável situação de suicídio, no Setor Jardim Aureny III, a vendedora Andreia Araújo, conhecida por DEIA que era integrante da Quadrilha Junina Cafundó do Brejo.

A Polícia Científica compareceu para fazer os levantamentos e colher materiais que possam ser usados na tentativa de elucidar os fatos. Em seguida, o corpo foi encaminhado para exames autopsiais no IML de Palmas.

Andreia Araújo. Foto: Reprodução/Internet

Pêsames

A Quadrilha Junina Cafundó do Brejo divulgou nota de pesar pelo falecimento repentino de sua integrante

 

 

***

 


error: Conteúdo Protegido