Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



A Receita Federal deve abrir, nesta quarta-feira (24), a consulta ao quarto e penúltimo lote da restituição do Imposto de Renda. O pagamento está previsto para o dia 31 de agosto.

Até então, três lotes foram distribuídos para quase 13 milhões de contribuintes, somando R$ 18,9 bilhões. A ordem de pagamentos é definida pela data de transmissão da declaração, respeitadas as prioridades definidas em lei (idosos, contribuintes com doença grave ou deficiência física ou mental e professores).

O pagamento da restituição é feito diretamente na conta bancária informada na declaração de Imposto de Renda. Caso o dinheiro não caia na conta, ficará disponível no Banco do Brasil durante um ano.

Próximos lotes:

  • 1º lote: 31 de maio (já pago);
  • 2º lote: 30 de junho (já pago);
  • 3º lote: 29 de julho (já pago);
  • 4º lote: 31 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro.

Como consultar

Para saber se a restituição está disponível, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet (www.gov.br/receitafederal), clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “Consultar a Restituição”.

Também é possível consultá-la por meio do Portal e-CAC. Veja o passo a passo:

  • Acesse o Portal e-CAC e vá em “Entrar com gov.br”;
  • Em seguida, informe o CPF e clique em “Continuar”;
  • Digite a senha e vá em “Entrar”;
  • Em “Serviços em destaque”, clique em “Meu Imposto de Renda (Extrato da Dirpf)”.

Cai na malha fina, e agora?

Quando você envia a sua declaração do Imposto de Renda, ela passa por uma análise pelos sistemas da Receita Federal e é comparada com outras informações disponibilizadas por terceiros, que também devem prestar contas ao Fisco. Caso as informações apresentadas sejam incompatíveis, o contribuinte cai na chamada malha fina.

Para saber se sua declaração caiu na malha, você pode acessar o e-CAC, selecionar a opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”, e na aba “Processamento”, escolher o item “Pendências de Malha”. Lá também é possível saber o motivo pelo qual a sua declaração foi retida.

Veja como reverter a situação:

  • Acesse o programa do Imposto de Renda;
  • Vá no “R”, à esquerda, ou clique duas vezes sobre a declaração enviada;
  • Em “Identificação do contribuinte”, informe tratar de uma declaração retificadora e insira o número do recibo do Imposto de Renda original;
  • Corrija as informações necessárias;
  • Clique em “Verificar pendências”;
  • Corrija o que for necessário e vá em “Entregar declaração”;
  • Informe os dados solicitados e transmita a declaração;
  • Salve e/ou imprima o documento ou o recibo.

Do IGNotícias 

***


error: Conteúdo Protegido