Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Uma execução possivelmente ligada ao tráfico de entorpecentes foi abortada no começo da tarde de sexta-feira (12), em Monte do Carmo (TO), graças à interveniência rápida e cautelosa por parte da Guarda Civil Municipal em conjunto com as equipes do 5º BPM.

Moradores do Setor Sol Nascente ouviram disparos de arma de fogo e avistaram um homem sendo arrastado por três suspeitos no rumo de um córrego que fica nas imediações da Rua 15.

Agentes da GCM foram informados da situação e acionaram a Força Tática da PM. Com apoio de outros dois militares que estavam de folga na cidade, foi feito um cerco pela mata numa área onde era possível ouvir os gritos da vítima pedindo ajuda.

Estrategicamente, os agentes da segurança pública conseguiram se aproximar e os prováveis executores fugiram. O homem ferido foi deixado com a perna direita quebrada e uma perfuração de tiro na coxa quase varando a femoral. Completamente ensanguentado, o homem acabou desmaiando. Os militares e os guardas municipais improvisaram uma maca e conseguiram transportar o ferido por cerca de 2 quilômetros. Ele foi colocado na viatura e levado para o hospital local.

A equipe médica de Monte do Carmo providenciou a ambulância do município imediatamente para levar o paciente ao Hospital Regional de Porto Nacional.

Depois de um procedimento cirúrgico de emergência, o homem teve que ser transferido para o HGP – Hospital Geral de Palmas.

Foragido

A reportagem do PORTALMV conseguiu identificar o homem ferido como Roberto Araújo Souza, foragido com mandado de prisão em aberto. No sistema nacional de informações da justiça consta a informação de que ele pode ser encontrado no setor Novo Horizonte, em Palmas.

De acordo com relatos preliminares, Roberto estava sendo espancado por dívidas de drogas e seria executado por membros de uma facção criminosa de renome nacional.

As investigações ficam por conta da Polícia Civil que já começou a colher as primeiras declarações de populares e conhecidos da vítima.

 

***


error: Conteúdo Protegido