Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Em vídeo que circula nas redes sociais, o pecuarista tocantinense Cyro de Toledo Júnior, conhecido como Nelore Cyro, prometeu pagar 15º e até 16º salário aos funcionários de sua fazenda em Araguaçu caso o presidente Jair Bolsonaro (PL) seja reeleito no 1º turno das eleições, em 2 de outubro.

Ele confirmou a veracidade da promessa à coluna Painel da Folha de São Paulo, mas disse que não se trata de compra de votos. Segundo ele, foi uma tentativa de melhorar as condições de vida de seus funcionários. Toledo afirma que gastará R$ 90 mil com as bonificações caso o presidente seja reeleito. Ele diz que tem aproximadamente 20 empregados.

14º, 15º e 16º salário

No vídeo, Cyro explica que os funcionários começarão a receber um 14º salário de acordo com o cumprimento de metas. Ele então complementa dizendo que, caso Bolsonaro vença, ele pagará um 15º salário. Se a vitória for no primeiro turno, Cyro se compromete a pagar um 16º salário.

“Nós somos todos cabos eleitorais. Aqui na fazenda somos cabos do Bolsonaro. Vamos votar nele. Mas isso foi mais uma brincadeira. Será dado [o bônus], mas não vou dar dinheiro para político, vou dar dinheiro para os meus funcionários se o Bolsonaro ganhar. Só isso”, afirma.

Sobre o motivo de só ajudar os funcionários caso Bolsonaro vença, ele responde que, caso ele não seja o presidente, “nós estamos fodidos”. Ele afirma que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já disse que vai invadir terras no Tocantins e que no agro “só tem filho da puta”, o que não é verdade.

Do AFNotícias/Com informações da Folha de São Paulo 

***


error: Conteúdo Protegido