Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Os profissionais de saúde contratados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) receberam, neste mês, os valores relativos à insalubridade. Esse era um direito já pago aos profissionais efetivos que agora foi estendido aos servidores em regime de contrato temporário.

O montante de quase R$ 300 mil já foi incorporado aos vencimentos dos profissionais. Já os valores de adicional noturno serão incluídos na próxima folha de pagamento de acordo com as escalas apresentadas pelas unidades hospitalares.

“Esses profissionais recebiam uma gratificação temporária, que foi extinta, mas devido à importância da atuação deles na Saúde, os recursos foram transferidos para o pagamento de insalubridades que os contratos já começaram a receber”, explicou a SES.

Conforme a Secretaria da Saúde, o pagamento visa reforçar a importância e valorização destes profissionais. O Governo afirmou que manteve em seus quadros todos os contratos temporários que estavam atuando durante a pandemia da Covid-19. São 844 profissionais que trabalhavam nos leitos exclusivos para os pacientes acometidos pelo novo coronavírus.

“Todos esses profissionais continuarão a trabalhar em nossos hospitais, um reconhecimento pelo empenho no momento em que mais precisamos e por estarmos ampliando os serviços de saúde em todas as nossas unidades e isso demandar mão de obra qualificada”, disse o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva de Santana.

A assistente social Daiane Alves de Oliveira, que atua com contrato temporário no Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR), comemorou o acréscimo no salário, fruto da incorporação do adcional de insalubridade.

“O pagamento deste valor é o reconhecimento de um direito de todos os profissionais que atuam nos hospitais. Nos dedicamos ao atendimento e sabemos dos riscos que temos no ambiente hospitalar”, disse.

Como solicitar?

Para ter acesso ao pagamento de insalubridade, o profissional interessado deve procurar o departamento de Recursos Humanos da unidade onde é lotado e preencher o formulário de requerimento.

Após isso, os hospitais encaminharão os documentos para análises das equipes da Superintendência de Gestão Profissional e Educação na Saúde, da SES-TO. Ao ser aprovado, será lançado na próxima folha de pagamento.

 

***


error: Conteúdo Protegido