Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Mais de 30 pessoas morreram na região central do Quênia na noite do último domingo quando o ônibus em que viajavam caiu de uma ponte, segundo funcionários da administração local. O veículo despencou de uma altura de pelo menos 40 metros no rio Nithi, a cerca de 50 km da cidade de Meru, de onde havia partido rumo ao porto de Mombasa, no Sudeste do país.

“A investigação continua em curso para estabelecer a causa do acidente”, disse o prefeito do condado de Tharaka Nithi, Norbert Komora. Segundo o comissário (cargo político) da região leste, Evans Achoki, ao jornal local Star, na manhã desta segunda-feira as mortes em decorrência do acidente chegaram a 33.

Segundo pessoas que testemunharam o acidente, cerca de 20 pessoas morreram no local, enquanto outras chegaram a ser levadas ao hospital, mas não resistiram aos ferimentos. Também ao Star, o comissário do condado de Tharaka Nithi, Robert Komora, disse que dez pessoas estão internadas em estado.
A Cruz Vermelha do Quênia disse, ainda no domingo, que conseguiu resgatar algumas das vítimas, que foram levadas às pressas para o hospital. O acidente ocorreu por volta das 18h, no horário local. Os feridos foram levados às pressas para o Chuka County Referral Hospital e para PCEA Chogoria Mission Hospital .

O acidente aconteceu apenas um mês depois que a Autoridade Nacional de Transporte e Segurança (NTSA) divulgou um relatório sobre o número crescente de mortes após acidentes em rodovias do país. Segundo a entidade, cerca de 2.211 morreram nas estradas do Quênia entre janeiro e junho deste ano, em comparação com 1.988 no mesmo período do ano passado.

Segundo a polícia, o excesso de velocidade foi a principal causa dos acidentes. Condução imprudente, ultrapassagens perigosas, embriaguez e falta de capacete, entre outros problemas, também foram atribuídos ao aumento de acidentes.

Do IGNotícias 

***


error: Conteúdo Protegido