Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Um homem de 20 anos, acusado de estuprar uma criança de 8 anos de idade, que passava férias com a família em Conceição do Tocantins, foi preso na tarde desta terça-feira (12) em uma operação conjunta realizada pela Polícia Civil e o Grupo de Operações Especiais da Polícia Penal do Estado do Tocantins (GOPE). O crime ocorreu no dia 17 de junho deste ano.

A ação comandada pela delegada Melícia Resende, titular da 104° Delegacia de Polícia de Conceição, ocorreu mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Criminal de Arraias. O acusado foi conduzido à Central de Atendimento de Arraias e encaminhado à Unidade Penal da mesma cidade, onde permanecerá à disposição da Justiça.

“O crime ocorreu na casa do suspeito que fica a cerca de 100 metros da residência dos amigos da família que estava passando uns dias na cidade. As crianças estavam brincando e uma delas, uma menina de 8 anos, foi pegar uma pipa que caiu no quintal da casa dele, que se aproveitando dessa situação, levou a criança para dentro do quarto de sua casa e praticou o crime. A vítima ficou em estado de choque e, chorando muito, relatou os fatos aos seus pais, os quais procuraram a polícia para comunicar o crime”, relata a delegada.

Na época do crime, o criminoso tentou empreender fuga, mas foi preso pela Polícia Civil e o GOPE. Segundo a polícia, ele confessou aos policiais ter praticado os abusos contra a criança, e já responde criminalmente pela prática de diversos crimes, como receptação e furto.

O acusado conseguiu a liberdade provisória, no entanto, o Ministério Público interpôs recurso e a delegada Melícia Resende representou pela prisão preventiva do acusado. A Justiça acatou o recurso interposto pelo Ministério Público e decretou a prisão preventiva do mesmo.

“Quando ele foi solto em liberdade provisória, houve uma comoção muito grande da sociedade pelo fato de a vítima se tratar de uma criança de apenas 8 anos. O Ministério Público recorreu e também representei novamente, com novas provas, pela decretação da prisão preventiva”, destaca, reiterando que o acusado está preso na Unidade Penal de Arraias, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

***


error: Conteúdo Protegido