Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (28), a Polícia Federal deflagrou a “Operação Midas” com a finalidade de combater a venda ilegal de ouro no Tocantins. Conforme as investigações, pessoas de vários estados podem estar comprando ouro de garimpeiros ilegais de Natividade sem a devida certificação e pagando valores menores que o praticado no mercado.

Mais de 160 policiais federais cumprem 40 mandados de busca e apreensão nas seguintes cidades: Porto Nacional, Natividade, Conceição do Tocantins (TO), Goiânia, Uruaçu (GO), São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e São Paulo (SP), Londrina (PR) e Caxias (RS). Todos os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Gurupi, no sul do Tocantins.

Conforme a PF, o objetivo da operação Midas é recuperar o ouro extraído ilegalmente e os valores obtidos com o crime, além de combater o comércio ilegal de ouro e fortalecer o conjunto probatório já existente.

Os envolvidos poderão responder pelo crime de receptação e/ou comercio ilegal de ouro.

Midas 

O nome da operação ‘Midas’ remete ao personagem da mitologia grega que transformava tudo que tocava em ouro.

 

Fotos: Operação Midas/divulgação

***


error: Conteúdo Protegido