Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Órgãos coletados atenderão seis pacientes na fila nacional de transplantes - Luciana Barros-Governo do Tocantins
Espalhe essa notícia

Na quinta-feira, 26, ocorreu, no Hospital Geral de Palmas (HGP), mais uma captação de múltiplos órgãos. A ação foi feita graças à autorização de familiares de um paciente de 21 anos, vítima de acidente de trânsito no Estado, com diagnóstico de  morte encefálica. Na ocasião, foram captados o coração, com destino a Brasília; fígado para o Acre; os rins para São Paulo e as córneas que permaneceram no Tocantins. No total, seis pessoas, que aguardam na fila do Sistema Nacional de Transplantes, serão beneficiadas.

Órgãos coletados atenderão seis pacientes na fila nacional de transplantes – Luciana Barros-Governo do Tocantins

O gesto da família foi reconhecido pelo enfermeiro da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), do Hospital Geral de Palmas (HGP), Vinicius Gonçalves Boaventura. “Realizamos  o processo  seguindo o protocolo de morte encefálica e, se confirmado, oferecemos o direito aos familiares de optarem pela doação de órgãos. Nosso agradecimento à família pelo gesto que  salvará outras vidas”, afirmou.

Segundo a enfermeira e coordenadora da Central Estadual de Transplante do Tocantins (CETTO), Marília Batista Ribeiro,  “frisamos a importância de deixar claro para seus familiares a vontade e manifestação de ser um doador, pois somente estes poderiam autorizar a doação. Doar é um ato voluntário que salva vidas e transforma dor em recomeço. O primeiro transplante do Tocantins foi realizado no ano de 2016, de córneas. Neste mesmo ano, se deu a abertura do Banco de Olhos. A primeira captação de múltiplos órgãos  foi em 2018”, destacou.

Processo de captação

O Tocantins possui uma Central de Transplantes, credenciada pelo Ministério da Saúde (MS), a qual tem como principal função, a gestão de todos os processos que envolvem doação e transplante no Estado.

As equipes de profissionais da CETTO, da CIHDOTT e do Banco de Olhos Público do Tocantins (BOTO) trabalham com afinco durante o  processo de doação, que realiza a coleta de córneas e múltiplos órgãos.

As equipes acima, ligadas à Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) também contam com o apoio de servidores da Secretaria da Segurança Pública (SSP-TO), que atuam no Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER-TO).

Por Luciana Barros/Governo do Tocantins
***


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido