Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

O consórcio responsável pela Usina Hidrelétrica de Estreito (UHE), na divisa entre os estados do Tocantins e Maranhão, informou que há possibilidade de aumento da vazão de água para os próximos dias, devido à previsão de mais chuvas intensas para a região.

Em decorrência destas chuvas, localizadas principalmente na cabeceira do rio Tocantins, há um aumento de volume de água que chega na barragem, e consequentemente, há necessidade de se liberar aos poucos este excesso de água acumulada”, afirmou o consórcio.

De acordo com o consórcio, a situação deste ano está mais crítica, pois o volume de chuvas nos últimos anos estava abaixo da média para a região. “O evento mais crítico mais recente ocorreu em 2012. Além disso, atualmente temos configurado o evento climático global La Niña, que causa estiagens mais severas na região Sul e chuvas mais significativas nas regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil”, explicou.

SITUAÇÃO DA BARRAGEM

A assessoria tranquilizou a população quanto à segurança estrutural da barragem. “Não existe risco nenhum para a barragem. A situação está controlada, seguindo a regra de operação consolidada para a Usina”, destacou.

Ainda segundo a assessoria do consórcio, toda equipe está em alerta, avaliando constantemente a situação atual e as previsões de chuva. “Ao longo do dia, várias vezes são realizadas simulações de diferentes cenários para definir a operação mais segura da Usina”, completou.

USINAS MONTANTES

A assessoria explicou que existem cinco hidrelétricas a montante (é a parte acima da usina, de onde vem as águas). Serra da Mesa, Cana Brava, São Salvador, Peixe Angical e Lajeado. A operação dessas usinas é feita centralizadamente pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), o qual viabiliza a comunicação constante entre essas usinas.

Destacou também que existe a Sala de Crise do Tocantins, coordenada pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), que tem o objetivo de alinhar a operação da Bacia entre todos os agentes envolvidos, inclusive Defesa Civil dos municípios e representantes dos Estados.

SEGURANÇA ESTRUTURAL DA USINA

A assessoria reforçou ainda que não existe risco de transbordamento da água da usina. “A situação está controlada, seguindo a regra de operação da Usina”, completou.

Ressaltou que a vazão afluente prevista em Estreito para os próximos dias possui tempo de recorrência em torno de cinco anos. A usina é projetada para suportar vazões com tempo de recorrência de até 10.000 anos.

“A barragem é segura e projetada para suportar vazões de até 60.000 m³/s e, no momento, temos previsão de chegar 18.000 m³/s, ou seja, 30% da capacidade de descarga”, declarou a assessoria.

COMUNICADO DE VAZÃO DA UHE ESTREITO

“O Consórcio Estreito Energia – CESTE, responsável pela operação da Usina Hidrelétrica Estreito – UHE Estreito, informa que em virtude das precipitações já verificadas na bacia hidrográfica do Rio Tocantins na região de Palmas e, ainda considerando as previsões hidrometeorológicas atuais, tem o indicativo de elevada vazão defluente (água liberada pela usina) na UHE Estreito para os próximos dias, sempre em atendimento a sua “Regra de Operação” para estes casos, tudo conforme previamente articulado com os órgãos competentes.  

A UHE Estreito continua agindo de forma segura, obedecendo normas operacionais, mantendo os informes diários sobre as condições de vazões defluentes da UHE Estreito aos órgãos Municipais e Estaduais de Defesa Civil e segurança pública.

Ressaltamos que a Usina Hidrelétrica Estreito opera por meio do conceito chamado “Fio d´água”, ou seja, não apresenta capacidade de regularização das vazões, sendo obrigada a repassar para a jusante sua vazão excedente, em virtude, sobretudo, da ocorrência de precipitações em excesso.

Para maiores informações e quaisquer dúvidas ou sugestões relacionadas ao CESTE e a UHE Estreito, possuímos os canais de atendimento, 0800-280-9191, o e-mail atendimento@uhe-estreito.com.br e o fale conosco através do site https://www.uhe-estreito.com.br/

Em concordância com os valores organizacionais, o CESTE reafirma seus compromissos de agir com ética, comunicar-se com transparência com a população do entorno, respeitando as pessoas e o meio ambiente.”

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: UHE Estreito deve aumentar vazão nos próximos dias devido a previsão de chuvas intensas na região.. / Foto: Reprodução


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido