Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Um crime brutal ocorrido no final da tarde de domingo (30), na zona rural de Porto Nacional, região central do Tocantins, está sendo investigado pela 7ª DEIC – Divisão Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa – com sede na cidade.

O agricultor Claudio da Silva Rosa, conhecido por AROEIRA, 46 anos, foi encontrado morto em uma estrada vicinal, a cerca de 2 quilômetros do Distrito de Escola Brasil, onde residia. O corpo do homem tinha marcas de machadadas na cabeça e apresentava queimaduras de 3º grau na parte inferior, da cintura às pernas.

Policiais Militares foram, investigadores e Peritos da Polícia Civil foram acionados e constaram a veracidade da informação.

O crime

Nossa reportagem foi informada por populares que Claudio ele foi visto durante boa parte do dia consumindo bebidas alcóolicas na companhia de três vizinhos, uma mulher e dois homens. Ainda de acordo com os relatos preliminares, por volta das 16h, os quatro saíram dizendo que iriam colher mel de abelhas e se desentenderam durante o percurso.

Em meio à confusão, os dois suspeitos desferiram golpes de machado na cabeça de Claudio e depois que ele caiu desfalecido atearam fogo no corpo.

Em pouco tempo, os agentes da DEIC conseguiram deter um dos suspeitos que delatou colega, assumiu participação no crime e isentou a mulher. Ele foi preso e autuado em flagrante.

Em contato com moradores da Escola Brasil e familiares da vítima, nossa reportagem identificou lavrador que foi capturado como Raimundo Alves Fraga, 50 anos.

O principal acusado que não foi localizado pela PC, conforme as testemunhas, é o lavrador Antonio Marcos, conhecido por MARQUINHOS.

 

 

***


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido