Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Após ter a convocação aprovada para depor na CPI da Pandemia, o governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), afirmou estar tranquilo, pois todo o dinheiro destinado pelo Governo Federal foi corretamente aplicado nas ações de combate ao novo coronavírus.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o governador afirmou que atenderá prontamente a convocação da CPI e ressaltou que todos os gastos, principalmente com a saúde, estão sendo divulgados diariamente através do Portal da Transparência.

“Quero que todos saibam que o estado do Tocantins está sendo administrado com qualidade, com segurança e com respeito ao dinheiro público, principalmente quando se fala do dinheiro que é para investir na saúde do povo”, disse o Chefe do Executivo Estadual.

Segundo Carlesse, o Tocantins foi o único estado da Federação que não passou por crises relancionadas à falta de medicamentos, materiais e insumos durante o enfrentamento a pandemia.

Por fim, o governador acrescentou que prestar esse tipo de esclarecimento ao povo do Tocantins e de todo o país “não é mais do que uma obrigação sua como gestor”. “Estamos fazendo o melhor. E o melhor é investir certo, respeitar o dinheiro público e atender a população para sair o mais rápido possível desse coronavírus”, completou.

Vídeo

ENTENDA

Carlesse foi convocado para depor em razão da operação Personale da Polícia Federal (PF), deflagrada em junho de 2020 para apurar suposto superfaturamento na compra de 12 mil máscaras de proteção facial, no valor de R$ 35 cada, totalizando R$ 420 mil. Os preços praticados antes da pandemia variavam de R$ 1,93 e R$ 3,64.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirma que foi o próprio Governo do Tocantins o autor da denúncia junto aos órgãos de controle que passaram a investigar possível crime contra a economia popular em função do alto preço das máscaras cobrado pelas empresas.

Em março de 2020, a Saúde disse que tentou realizar compra emergencial da máscara N95 PFF2, contudo a empresa Científica Médica Hospitalar LTDA, vencedora do pregão eletrônico, solicitou um pedido de cancelamento da compra com preços antes praticados e reajuste de valores, justificando que o cenário pandêmico causou alto consumo de materiais médicos hospitalares no mercado o que ocasionou a imprevisão de novas produções.

DINHEIRO RECEBIDO

O Governo do Tocantins recebeu da União, do início da pandemia até a primeira quinzena de abril, um total de R$ 142 milhões para o combate à Covid-19, incluídos neste valor doações de equipamentos de proteção e respiradores.

Ao longo desse período, o Tocantins criou 481 leitos exclusivos para pacientes com a Covid-19. Sendo 266 clínicos e 181 UTIs.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Carlesse deve ir a CPI para prestar esclarecimentos sobre gastos na saúde e uma investigação da PF / Foto: Reprodução AF Notícias


error: Conteúdo Protegido