Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Um passo importante foi dado entre a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Tocantins, e o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) para a criação de linhas especiais de crédito para a advocacia nesta segunda-feira (10).

“A pandemia provocou transformações que mudaram o exercício da advocacia para sempre. A ordem está concentrando seus esforços em promover acesso às novas tecnologias e a inovação para melhorar o exercício da advocacia. Não se trata apenas de manter uma categoria profissional no mercado, mas de preservar a qualidade do direito de defesa do cidadão”, destacou o presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga.

Durante a reunião, o presidente do Sicoob, Gilberto Morais, demonstrou otimismo quanto ao sucesso dessa parceria e na possível construção de um modelo a ser implementado em outros lugares.

“Existe a nossa vontade de estar mais próximo da OAB desenvolvendo parcerias. O advogado no início da profissão precisa de equipamentos e para isso é necessário uma instituição financeira que conceda crédito. Podemos também injetar recursos na economia local adiantando aquele dinheiro que o advogado tem parado na Justiça. Esse modelo pode inclusive ser replicado para todo o Brasil”, ressaltou Morais.

A presidente da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica no Tocantins (ABMCJ), Elaine Noleto, participou da reunião e destacou como este crédito será importante para as mulheres. "A advocacia feminina foi fortemente afetada pela pandemia da covid-19 tanto em razão do alto índice de desemprego que replica números da década de 90, quanto em razão da cumulação de funções domésticas, cuidado com idosos e doentes, além da atividade profissional. Uma linha de crédito para ajudá-las a retomar a atividade profissional de maneira mais segura é imprescindível", defende.

Também esteve presente na reunião o ouvidor da OAB/TO, Arthur Oscar Thomaz de Cerqueira.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Encontro da OAB e Sicoob / Foto: Divulgação


error: Conteúdo Protegido