Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Após um aumento expressivo no número de casos ativos da covid-19 na pequena cidade de Muricilândia (TO), o prefeito Alessandro Borges (PL) decretou medidas mais rígidas para enfrentamento da pandemia e subiu o tom contra algumas pessoas que estariam ignorando a quarentena e o isolamento social mesmo estando infectadas com a doença.

Em vídeo divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira (19), o prefeito esclareceu as novas medidas e sua preocupação com o aumento de casos ativos em menos de 15 dias, passando de 5 para 30 pessoas com a covid-19.

Entre as medidas decretadas está o fechamento de igrejas, proibição da venda de bebidas alcoólicas e abertura de bares e restaurantes depois das 18 horas. O prefeito pediu apoio dos líderes religiosos, comerciantes e da população em geral.

“Não depende apenas de mim ou do secretário da Saúde, depende de cada um de nós fazer a nossa parte. Até o dia 02 de maio ficarão fechados os templos religiosos. Os irmãos, católicos e evangélicos, terão suas casas como local de oração. A partir das 18 horas fica proibida a venda de bebidas e abertura de bares, restaurantes ou outras atividades. Lanchonetes e restaurantes poderão funcionar com entregas por meio de delivery”, explicou.

SEM RESPEITAR A QUARENTENA

Conforme o prefeito, algumas pessoas que tiveram diagnóstico positivo para a covid-19 não estariam respeitando o período de quarentena. Essa pode ser um dos motivos para aumento de casos na cidade. Revoltado com essa situação, o prefeito ameaçou divulgar os nomes dessas pessoas.

“Tenho a relação dos nomes de quem está infectado e vejo algumas dessas pessoas andando pela cidade, como se nada tivesse acontecendo. Se essas pessoas insistirem em continuar disseminando essa doença, nós iremos expor seus nomes para a comunidade saber quem está doente e quem não está. Ninguém é obrigado a ficar recebendo pessoas com covid em suas casas”, disparou o prefeito.

As medidas serão fiscalizadas pela Polícia Militar.

VÍDEO

Vídeo

IGREJA MANIFESTA APOIO

A Igreja Católica já divulgou nota manifestando total apoio às novas medidas decretadas pelo prefeito Alessandro Borges. Veja o ofício abaixo:

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Prefeito divulgou um vídeo explicando a necessidade das novas medidas / Foto: Divulgação


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido