Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) firmou um acordo com a Associação de Catadores e Catadoras da Região Norte de Palmas (Ascampa), nesta segunda-feira (19), que vai permitir a destinação ambientalmente correta para 2,5 toneladas de redes apreendidas em operações de fiscalização da pesca predatória.

Todo esse material estava sendo mantido no pátio do instituto enquanto aguardava a análise e definição das condições jurídicas legais, que autorizam o envio das redes apreendidas para destruição, mas agora elas serão destinadas para reciclagem.

“A destinação ambientalmente adequada dessas redes é um compromisso do Naturatins com o meio ambiente e toda a sociedade. Esta cooperação com a Ascampa era uma solução aguardada. Vamos desobstruir o pátio do instituto e contribuir com a geração de renda para as famílias que trabalham na reciclagem, colaborando com a conservação e a proteção da natureza. Fechamos assim o ciclo de ganho ambiental da fiscalização”, afirma Renato Jayme, presidente do Naturatins.

Todo esse material é resultado da fiscalização realizada ao longo dos anos. Portanto, não tem a menor condição de reaproveitamento ou reutilização. Mas também não poderia ser descartado, de qualquer forma, na natureza. Então, essa cooperação vai permitir que seja realizada a separação dos materiais e a transformação em matéria-prima para fabricação de produtos reciclados”, destaca Eliandro Gualberto, diretor de Proteção e Qualidade Ambiental do Naturatins.

“Os materiais enviados para a Ascampa são objetos de apreensões, com registro, e mesmo que tivessem condições de aproveitamento, não poderiam ser utilizados. Com a reciclagem, o Naturatins volta a movimentar o espaço de armazenamento temporário das apreensões e o meio ambiente permanece livre desses materiais”, reitera Cândido José Neto, gerente de Fiscalização.

Primeiro queremos agradecer ao Naturatins pela oportunidade desta parceria. A gente estará fazendo o recolhimento das redes de pesca junto com o chumbo. Aqui, na associação, vamos fazer a triagem desse material, separar o chumbo das redes de pesca. Vamos vender o chumbo aqui mesmo na cidade e a rede de pesca enviaremos para Luzimangues, onde será moído, triturado e transformado em grãos, que depois vão virar sacola, corda de varal, materiais reciclados”, esclarece France Magna, presidente da Ascampa, que complementa.

“Graças a esse material, vamos poder atender muitos associados, pois vai trazer renda a muitas famílias que estão conosco ali trabalhando. Nós recebemos todo tipo de material reciclável, do papel ao ferro e até lixo eletrônico. A gente fica aqui na 403 Norte, em Palmas, fazemos coleta nas residências, mas também recebemos o material aqui na associação”, conclui France Magna.

Os interessados em destinar algum tipo de material reciclável em Palmas podem entregar diretamente na Ascampa ou solicitar o recolhimento por meio dos telefones (63) 98441-6750 ou 98113-1603.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Redes apreendidas / Foto: Divulgação/Naturatins


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido