Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Ascom

Afastado da vida pública desde 2017, quando encerrou seu mandato como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins (Aleto), o ex-deputado Paulo Mourão, se pronunciou esta semana por meio das redes sociais, sobre a pandemia do coronavírus. “Estamos em uma quadra da história Brasileira de muita gravidade e tristeza”, escreveu Paulo Mourão. “Os acontecimentos da pandemia da COVID-19, juntamente com a ordem política e administrativa do governo federal, de alguns estados dentre estes o Tocantins, e parte do Congresso Nacional, se unem no negacionismo e na falta de compromisso republicano, gerando essa realidade vergonhosa e desumana do momento, onde a cada 20 segundos um brasileiro perde a vida, somando-se hoje a marca de mais 353 mil mortes”, lamentou o ex-deputado.

Paulo Mourão fez uma análise do reflexo que a pandemia provoca na ordem social e econômica, citando uma série de consequências como instabilidade jurídica, descrédito internacional, desesperança nacional, aumento da inflação, queda da atividade econômica, carestia dos alimentos, alta dos juros, endividamento público, queda dos investimentos no país, descontrole do câmbio, desvalorização do real e a maior taxa de desemprego dos últimos 20 anos (14,3%).

CPI NO CONGRESSO

“Mesmo com todo esse cenário de dificuldades, eu defendo uma CPI da COVID-19, no Congresso Nacional, para apurar os desvios de condutas e crimes contra a ordem pública e contra a vidas dos brasileiros”, afirmou. “Precisamos agir rápido, de forma republicana e não partidária, apontar os crimes e as provas dos verdadeiros culpados por esse ato desumano de não proteger a vida das pessoas”, sustentou Paulo Mourão, que já foi deputado federal por quatro mandatos.

Ele defendeu que a CPI aponte culpados pelo descontrole da pandemia e as consequências que essa situação provocou. “ Seja culpado ou não, o Presidente da República e seus Ministros, Governadores e seus Secretários”, frisou. Estimular o debate

“Não podemos deixar sem essa investigação, o Brasil não pode agir de forma leniente, essa é mais uma página obscura da nossa história.

Não podemos deixar passar em branco”, considerou o ex-deputado.

CPI NO TOCANTINS

Paulo Mourão também defende uma CPI da COVID-19 no Tocantins. “Vamos abrir uma discussão com os deputados estaduais, precisamos apurar essa situação grave e calamitosa no nosso Estado do Tocantins também”, avaliou.

PARTICIPAÇÃO CIDADÃ

O ex-deputado defende a participação cidadã nesse momento. “Você cidadão precisa fazer a sua parte”, assinalou. “Não adianta agora somente lamento ou revolta. Para o Brasil se organizar novamente é preciso sua participação”, ressaltou.  Vamos agir em defesa da vida, do Brasil e dos Brasileiros e das Brasileiras”, convidou Paulo Mourão. Segundo ele, “para o resgate da credibilidade e esperança do brasileiro é fundamental e obrigatório que se instale a ordem e se garanta o progresso acima de tudo humano”, defendeu.

***


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido