Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Por Márcio Greick

Em reunião realizada nessa terça-feira, 23, no Quartel da Guarda Metropolitana de Palmas, o superintendente interino da GMP, Marcelo Lima, recebeu o secretário de Segurança, Trânsito e Defesa Civil de Porto Nacional, Marcílio Parente, e o Comandante da Guarda Municipal de Porto Nacional, Fábio Rodrigues, para discutir a criação de um Consórcio Intermunicipal entre as instituições para atuação em conjunto nas áreas de segurança pública e fiscalização ambiental, nos dois municípios. Participaram ainda da reunião o Comandante da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), Antonio Amorim, o chefe da Divisão Ambiental da GMP, Carlos Lima.

Durante a reunião foi discutida a Lei 13.022/14, o Estatuto das Guardas Municipais, que permite a criação de Consórcio Intermunicipal entre as guardas municipais, autorizando as duas instituições a trabalharem em cooperação na fiscalização ambiental e segurança pública em Palmas e em Porto Nacional, incluindo o distrito de Luzimangues.

A Guarda Municipal de Porto Nacional é composta por 28 membros incluindo a banda de música. De acordo com o secretário Municipal de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil de Porto Nacional, Marcilio Alves Parente, a proposta de criação do Consórcio Intermunicipal se deve a excelente estrutura operacional que a Guarda Metropolitana de Palmas tem, que permitirá ações conjuntas entre os dois municípios, principalmente as relacionadas ao aprimoramento profissional. “Com essa parceria podemos criar nossa própria estrutura a partir da capacitação técnica e funcional que a GMP venha a nos oferecer”, falou o secretário portuense, acrescentando que até o final de 2021 a Guarda Municipal de Porto Nacional estará atuando de forma operacional e armada, inclusive na fiscalização ambiental entre os dois municípios.

De acordo com o secretário Municipal de Segurança Pública e Mobilidade Urbana de Palmas (Sesmu), Coronel Luiz Cláudio Benício, a união de esforços via consórcio visa à cooperação mútua que facilitará a execução de políticas de segurança pública e a fiscalização ambiental nos municípios.

Para o superintendente interino da GMP, Marcelo Lima, as discussões estão bastante avançadas.  “Com a efetivação do Consórcio, a Guarda Metropolitana de Palmas será parceira no patrulhamento, segurança e fiscalização ambiental no município de Porto Nacional, bem como no aprimoramento profissional das duas instituições”, destacou.

Já o chefe da Divisão Ambiental da GMP, Carlos Lima, destacou que o consórcio entre os dois órgãos de segurança facilitará muito a fiscalização e o patrulhamento da divisão ambiental, que hoje se limita até o Córrego Água Suja.


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido