Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Equipe que capturou pistoleiro no Mato Grosso.
Espalhe essa notícia

A Polícia Civil do Tocantins cumpriu nesta quarta-feira (3), em São José do Xingu, no Mato Grosso, a prisão de um homem de 51 anos suspeito de envolvimento no homicídio do prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés Costa da Silva. Esse é considerado um passo importante para o fim do mistério que já dura mais de dois anos.

Moisés da Sercon, como era conhecido, foi morto com um tiro na cabeça no dia 30 de agosto de 2018 e seu corpo foi encontrado dentro da própria camionete em uma estrada vicinal, às margens da BR-153, entre os municípios de Miranorte e Rio dos Bois.

A prisão do pistoleiro ocorreu mediante cumprimento de dois mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça.

Conforme a 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (1ª DHPP de Palmas), o homem preso é suspeito de praticar homicídios por encomenda no Tocantins e no estado do Maranhão. Ele foi localizado em São José do Xingu após investigações dos agentes tocantinenses.

Segundo o delegado da 1ª DHPP, o suspeito já é condenado por homicídio no Maranhão e as investigações apontaram o envolvimento dele na morte do prefeito Moisés Costa.

A prisão foi realizada por investigadores e um delegado do Tocantins com a cooperação da Polícia Judiciária Civil local. Segundo informações, ele morava em São José do Xingu desde o ano de 2013.

O pistoleiro deverá ser recambiado ao Estado do Tocantins para que seja ouvido nos inquéritos instaurados pela 1ª DHPP. A Polícia Civil ainda não revelou a motivação do crime, o que continua sendo um mistério.

A viúva de Moisés, Camila Fernandes (MDB), é a atual prefeita de Miracema. Ela derrotou Saulo Milhomem, que era o vice-prefeito na época do crime.

 

 

***


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido