Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Os moradores do município de São Valério de Natividade, região sul do Tocantins, estão revoltados com a recorrente falta de água na cidade. A empresa responsável pelo abastecimento do município é a Hidroforte, contratada pela prefeitura.

Cansado de esperar por uma solução para o problema, o motorista Jeová Ferreira Sertão, 30 anos, fez um protesto nas redes sociais e publicou um vídeo mostrando o descaso total. O prefeito do município é Olímpio Arraes (PSD). Ele não respondeu ao contato feito pela reportagem.

Segundo o morador, diversos setores estão sem água e os moradores dependem da chuva para encher suas caixas d'água.

"Isso é lamentável aqui na cidade de São Valério. Prefeito, vereador, ninguém toma providência para essa falta de água. Muita chuva aqui em São Valério, e não tem água na torneira. Estamos há três dias sem água, mas o talão chega todo. Até quando a gente vai aguentar isso? Temos que pegar água da chuva para poder encher a caixa", desabafa o morador em um vídeo publicado nas redes sociais.

A postagem recebeu o apoio da população e repercutiu bastante na cidade (veja aqui).

Procurado pelo AF Notícias, o motorista afirmou que os moradores estão se organizando para realizar uma manifestação nesta quinta-feira (04) para cobrar uma solução por parte dos responsáveis pelo fornecimento de água no município.

"Eles alegam que é por causa da falta de chuva, que os poços não estão dando conta de abastecer a cidade. Antes, a empresa responsável era a ATS, agora é a Hidroforte. Nas outras secas, quando faltava água, eles usavam uns caminhões-pipa para abastecer a cidade. Esse ano, acabou a água e nem caminhão nem nada. Mas a conta continua chegando, com ou sem água, o talão continua chegando", disse.

A reportagem entrou em contato com a empresa Hidroforte e aguarda um posicionamento.

VÍDEO DO MORADOR

Vídeo

 

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: O morador cobra providência das autoridades / Foto: AF Notícias


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido