Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

No final da manhã desta quarta-feira (27), o agricultor Almir Tavares de Moura, 54 anos, preferiu enfrentar os policiais militares a se entregar por tentativa de homicídio e posse ilegal de arma de fogo.

O confronto ocorreu na fazenda Rio Preto, ao lado da TO-247, a cerca de 5 quilômetros da sede urbana de Mateiros, região do Jalapão, no centro-leste do Tocantins.

De acordo com as informações, os militares do 6º BPM que faziam patrulhamento na região, foram chamados para reforçar o destacamento local em uma ocorrência de tentativa de homicídio contra uma mulher na fazenda Brejo Grande.

Ao chegarem no local, os PMs colheram informações características do acusado que efetuou vários disparos, mas, não conseguiu acertar a vítima.

Por dificuldade de acesso, os policiais tiveram que seguir a pé até a propriedade vizinha onde estava o suspeito. Assim que avistaram o suposto autor, foi dada voz de parada. Em seguida, o acusado sacou a arma, começou atirar e correr para dentro da casa que estava desabitada.

Foi feito o certo em torno da residência e o homem não parou de atirar, o que levou os militares a revidarem de forma mais incisiva. Almir morreu com um revolver calibre 38 na mão e 5 munições deflagradas.

Em buscas no interior da casa, os policiais encontraram uma espingarda; uma arma de fogo caseira conhecida por trabuco; várias munições intactas e deflagradas de calibres diversos; pólvora; chumbo; e espoletas; além de 3 celulares.

O corpo foi examinado no Instituto Médico Legal de Porto Nacional e depois entregue aos familiares que residem em Porte Alta do Tocantins.


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido