Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Três homens que aparecem em um vídeo postado nas redes sociais, no último dia 15, exibindo o resultado da pesca ocorrida no município de Brejinho de Nazaré foram multados em R$ 2 mil cada pela prática ilegal, uma vez que ocorreu durante o período de piracema.

Após a divulgação do vídeo, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) acionou o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), que conseguiu identificar e localizar os três pescadores. Nas imagens, eles exibem várias espécies, como o mandí-moela e corvina.

Não foi feita apreensão de pescado, uma vez que não houve flagrante e o procedimento administrativo se deu em razão do vídeo postado.

Por não ser situação de flagrância, os autores não foram conduzidos para prestarem depoimento. Entretanto, o crime será comunicado à Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Conflitos Agrários (Demag) para as medidas necessárias.

Os nomes dos homens não foram divulgados.

Piracema

A piracema ou defeso teve início no dia 1º de novembro e vai até 28 de fevereiro. Durante esse período, fica proibida a pesca em todas as suas modalidades, nos rios, lagos ou qualquer outro curso hídrico no Tocantins, inclusive a promoção de campeonatos ou torneios de pesca. A exceção é o pirarucu (Arapaima gigas), cujo período de defeso na bacia hidrográfica dos rios Araguaia-Tocantins vai de 1º de outubro a 31 de março.

O período de defeso é uma medida necessária, cujo objetivo é a proteção dos fenômenos migratórios, comumente ligados ao período de desova e de reprodução dos peixes.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Peixe mandi-moela / Foto: Ilustrativa


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido