Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Fundando em 1997, o Palmas Futebol e Regatas completará 24 anos de história no próximo dia 31 de janeiro, e neste período, infelizmente, três presidentes morreram de morte trágica: Arnaud Rodrigues (2010), Alexandre Alves (2016) e agora Lucas Meira (2021).

As informações foram levantadas pelo jornalista esportivo Reinaldo Cisterna, do site Alô Esporte.

ARNAUD RODRIGUES

O primeiro presidente que morreu tragicamente no comando do Palmas foi Antônio Arnaud Rodrigues, que era conhecido como ator, compositor e humorista que durante muitos anos trabalhou com Chico Anísio. Seu último trabalho na televisão foi na Praça É Nossa do SBT. Com 67 anos, Arnaud Rodrigues foi vítima de um acidente náutico no lago da Usina de Lajedo, em Palmas.

O artista nascido em Serra Talhada (PE) em 1942 estava em uma embarcação com 11 pessoas que virou em um lago na altura do km 26 da rodovia TO-010

Na época, Arnaud Rodrigues buscava estruturar o clube e havia recebido uma grande área do Governo Estadual para a construção de um Centro de Treinamentos e, constantemente, levava ex-jogadores conhecidos para motivar o futebol local, como Paulo César Caju, campeão do mundo em 1970.

ALEXANDRE ALVES

Já no ano de 2016, o clube sofreu um novo baque. O empresário e presidente do Palmas Futebol e Regatas, Alexandre de Paula Alves, foi encontrado morto, no píer da Praia da Graciosa. Ele morreu afogado no Lago de Palmas. Segundo uma equipe do corpo de bombeiros, a informação era de que Alves iria atracar a lancha. No momento em que esperavam o trator com o reboque, todos os passageiros teriam ido para a frente da embarcação enquanto Alves teria ido para trás. Instantes depois, os tripulantes ouviram um barulho na água e ao procurarem viram que tinha sumido e acionaram os bombeiros.

Alexandre Alves foi achado sem vida cerca de 30 minutos depois em um local com dois metros de profundidade.

LUCAS MEIRA

Na manhã deste domingo (24), o presidente Lucas Meira também morreu tragicamente por uma fatalidade da vida. Parte da delegação do Palmas partiu da Capital para Goiânia a bordo de um avião de pequeno porte que caiu logo após a decolagem.

Além do presidente, estavam na aeronave os jogadores Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari, além do piloto Wagner.

Meira assumiu o Tricolor da Capital no dia em que o Palmas completou 20 anos dia 31 de janeiro de 2017. De lá para cá o time já conquistou os títulos de 2018/2019 do Campeonato Tocantinense Profissional e caminha para um terceiro título estadual consecutivo, já que sua equipe se encontra na semifinal e com vantagem sobre o adversário o Araguacema. Além de desportista nato, Lucas Meira era sócio presidente da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), que presta serviços à Prefeitura de Palmas com o Programa Jovem Aprendiz. Lucas Meira era natural de Goiânia, mas morava em Palmas desde 2007.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Arnaud Rodrigues, Alexandre Alves e Lucas Meira (da esq/dir) / Foto: Divulgação


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido