Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Seis pessoas suspeitas de tráfico de drogas e associação criminosa foram presas em Araguaína durante uma operação da Polícia Civil deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (21).

Os policiais civis também apreenderam várias porções de drogas, quase R$ 3 mil em espécie e uma arma de fogo de fabricação artesanal que estava na posse de um dos homens presos.A ação deflagrada é a 2ª fase da operação “Leadership” que visa desarticular algumas lideranças que atuam de forma ativa no tráfico de drogas na cidade.

Presos

Durante a operação desta quarta-feira, foram presos três homens de 29, 30, e 23 anos de idade em cumprimento a mandados de prisão.

Também no decorrer das ações policiais foram cumpridos mandados de prisão em desfavor de uma mulher de 57 anos e sua filha, de 27 anos, também por tráfico de drogas e associação criminosa. Além disso, um homem de 29 anos foi capturado em flagrante por tráfico de drogas.

“Leadership”

A operação foi batizada com esse nome em alusão às lideranças que viabilizavam o comércio de drogas em Araguaína e que eram consideradas pessoas de confiança dos líderes do tráfico que já tinham sido presos na 1ª fase da operação “Leadership”, realizada em novembro de 2020.

Na ocasião, os agentes conseguiram capturar as principais lideranças da organização criminosa que, além de atuarem no Tocantins, também tinham ramificações nos estados do Pará, Mato Grosso e Maranhão.

Lideranças

Segundo o delegado José Anchieta de Menezes Filho, a 2ª fase da operação “Leadership” atingiu os objetivos propostos, uma vez que dos seis alvos inicialmente apontados como ativos na venda de drogas, cinco foram capturados nesta quarta-feira.

“Nossas investigações apontaram que, após as prisões dos líderes do tráfico, outras pessoas que eram consideradas da confiança deles passaram a operacionalizar a venda de entorpecentes na cidade e, desse modo, intensificamos as investigações. Após identificar esses indivíduos, conseguimos efetuar as prisões dos mesmos por meio de cumprimento a mandados de prisão”, ressaltou a autoridade policial.

Participaram da operação aproximadamente 30 policiais civis da 2ª Denarc, 2ª Delegacia de Homicídios, 28ª Delegacia de Polícia, com apoio de policiais civis do Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote), unidade de elite da PC-TO.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Presos têm 23, 29, 30, 57 e 27 anos / Foto: Divulgação/Polícia Civil


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido