Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Por Anne Karianny Moreira/Secom

Devido ao aumento do número de casos de infecção pela Covid-19, a prefeitura de Porto Nacional publicou o Decreto nº 093 que dispõe sobre as novas medidas restritivas como forma de amenizar o aumento da propagação do vírus no município. O decreto entra em vigor a partir dessa sexta-feira (15).

De acordo com o prefeito Ronivon Maciel, foi avaliada a realidade atual do município e a prefeitura procurou deliberar em conjunto não só com os órgãos, mas também com vários segmentos da sociedade. “Sabemos que o grau de responsabilidade dos gestores é muito grande e, por isso, já estamos tomando todas as medidas cabíveis, principalmente as preventivas”.

Ronivon

Prefeito Ronivon Maciel Gama em entrevista, sobre o Decreto Nº 093, concedida a TV Anhanguera Palmas 

Segundo consta no decreto, ficam suspensas as atividades presenciais na rede pública e privada de ensino fundamental e médio. E somente as atividades práticas/laboratoriais presenciais em instituições de ensino superior da área da saúde estão autorizadas.

Determinou-se o funcionamento parcial das feiras livres, igrejas e templos, comércio em geral, funerárias e academias que deverão seguir os protocolos de uso de máscara,higienização das mãos e distanciamento constantes no Decreto, e o monitoramento de sinais e sintomas dos colaboradores.

A venda de bebida alcóolica está autorizada em bares, restaurantes, conveniências, distribuidoras, balneários e clubes até às 23h desde que obedeçam aos requisitos dispostos no art. 16 do decreto.

O uso de máscara permanece sendo obrigatório em todo e qualquer órgão público e demais estabelecimentos. Assim como disponibilidade, na entrada e saída, de material de higienização das mãos.

Está proibida a realização de eventos públicos e privados de qualquer natureza, em ambientes abertos ou fechados, assim como atividades relacionadas ao Carnaval 2021. Reuniões particulares em residências devem respeitar o limite de até 15 pessoas e devem obedecer aos protocolos de distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos. Também consta multa para os estabelecimentos em caso de descumprimento das normas estabelecidas observadas as medidas específicas para cada atividade ou categoria do estabelecimento.

De acordo com a Secretária de Saúde, Lorena Martins, esse aumento de casos é reflexo do comportamento da população que reduziu os cuidados exigidos. “As pessoas precisam seguir as medidas de proteção recomendadas e preconizadas pelo ministério da saúde, evitando aglomerações, utilizando a máscara de forma correta, higienização das mãos e, quem for do grupo de risco, ficar em casa”, reforçou a secretária.

As medidas foram tomadas em conjunto com o Comitê de Operações de Emergência em Saúde Pública da Covid-19 (COE), poder executivo,representantes do comércio, empresários, entidades religiosas e outros segmentos da sociedade.

As determinações do decreto foram pensadas levando em consideração a conciliação entre a continuidade das medidas restritivas de prevenção ao novo Coronavírus e a manutenção das atividades do comércio para não comprometer o emprego e a renda dos cidadãos portuenses.

093 covid 01

093 covid 02093 covid 03

093 covid 04

093 covid 05

093 covid 06

093 covid 07

093 covid 08

093 covid 09

093 covid 10

093 covid 11

093 covid 12

093 covid 13

 

 

 


error: Conteúdo Protegido