Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



A dona de casa Elielda Maria de Assis, 44 anos, faleceu na tarde de sábado (02), no Hospital Regional de Araguaína, menos de 48 horas depois de ter sido alvejada com um disparo de arma de fogo desfechado pelo próprio marido, identificado como Cícero Alves Barroso, 43 anos.

De acordo com informações repassadas por familiares da vítima, o crime aconteceu por volta das 23 horas de quinta-feira (31), na residência do casal, à Rua Estrela Dalva, Setor Palmas, em Araguaína, norte do Tocantins.

Após receber informações anônimas, uma guarnição do 2º BPM conseguiu capturar o acusado neste domingo (3), no Setor Céu Azul. Ele estava com um revólver calibre 38, provavelmente, o que foi usado para atirar na companheira.

Outros crimes     

Além do feminicídio, Cícero Alves também era procurado por outros crimes. Nossa reportagem foi informada que havia um mandado de prisão em aberto contra ele.

Depois de ser interrogado pela autoridade policial de plantão na CAPC – Central de Atendimento da Polícia Civil – em Araguaína, o homem foi recolhido à prisão onde fica à disposição da justiça.

 

 

 

***


error: Conteúdo Protegido