Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



A Câmara Municipal de Augustinópolis, no Bico do Papagaio, vai fechar o ano de 2020 concedendo um generoso aumento salarial para toda a classe política da cidade: vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

Augustinópolis ficou famosa recentemente com a operação policial que afastou 10 vereadores suspeitos de participarem de um esquema de cobrança de propina da prefeitura, o chamado 'mensalinho'.

Conforme a Resolução 003/2020, de 18 de dezembro, o salário do próximo prefeito passará de R$ 15 mil para R$ 18 mil – o mesmo valor pago atualmente ao gestor de Araguaína, a Capital Econômica do Estado do Tocantins. Já o vice-prefeito ganhará R$ 9 mil – acréscimo de 2 mil reais.

A remuneração dos secretários municipais também teve reajuste, passando de R$ 5,5 mil para R$ 7 mil.

Seguindo a mesma onda de reajustes, os vereadores também aumentaram os próprios salários, de R$ 4,8 mil para R$ 6 mil – vigente para a legislatura de 2021 a 2024.

Augustinópolis será administrada por Antônio do Bar (PSC). Ele derrotou o atual prefeito Júlio Oliveira (SD) por uma diferença de apenas 57 votos.

Vereadores eleitos beneficiados pelo reajuste

1 – Antonio Queiroz (PP) – 385 votos

2 – Cabeção (PV) – 376 votos

3 – Luciano Caires (PSC) – 344 votos

4 – Amigo Pi (PSC) – 313 votos

5 – Vaguim do Hospital (PTB) – 276 votos

6 – Renato da Saúde (MDB) – 261 votos

7 – Ângela do Rapadura (PTB) – 257 votos

8 – Solange do Donizete (PV) – 232 votos

9 – Fernando Cardoso (PP) – 218 votos

10 – Ozeas (PSL) – 169 votos

11 – Tatá (PSL) – 151 votos

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Cidade teve 10 dos onze vereadores presos por corrupção / Foto: Divulgação


error: Conteúdo Protegido