Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Uma operação de combate ao tráfico de drogas cumpre 14 mandados de prisão e 10 mandados de busca e apreensão em cidades do Tocantins e do estado de São Paulo na manhã desta quarta-feira (16).

Denominada de Feynman, a operação foi deflagrada pela 1ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (1ª Denarc de Palmas) e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Tocantins.

A ação é um desdobramento de operações de combate ao tráfico de drogas e organizações criminosas que vêm ocorrendo ao longo de 2020.

Além dos mandados que estão sendo cumpridos, a justiça deferiu o bloqueio de 14 contas bancárias utilizadas pela organização criminosa para lavagem de capitais oriundos do tráfico interestadual de drogas, com alto fluxo de dinheiro, chegando à cifra de milhões de reais, com sistemática própria para ocultação de sua origem ilícita.

O delegado-chefe da 1ª Denarc de Palmas, Enio Walcácer, disse que a operação Feynman decorre de investigações iniciadas ainda no mês de setembro que tiveram como resultado inicial a apreensão de mais de R$ 100 mil em drogas remetidas do estado de São Paulo para o Tocantins.

As investigações ainda resultaram na prisão de dois envolvidos e na apreensão de um adolescente, na operação denominada Nexum Carcerem. Foram 45 kg de maconha, 500 gramas de cocaína e 500 gramas de crack.

Segundo Enio Walcácer, com a parceria firmada entre a 1ª Denarc de Palmas e o Gaeco, foi possível identificar toda a organização criminosa, identificando núcleos de associados que atuavam no estado de São Paulo e faziam remessas de drogas constantes para o Tocantins, bem como o esquema de remessa e lavagem de dinheiro.

Coordenada pela Denarc e Gaeco, a operação conta com o apoio da Rotam da Polícia Militar do Tocantins; do Grupo Operacional Tático Especial (GOTE), da Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC) de Palmas; da DENARC do estado de São Paulo e da Polícia Civil de São Paulo, seccional de Ourinhos.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Operação é realizada pela PC e Gaeco / Foto: Segurança Pública/Governo do Tocantins – com edição


error: Conteúdo Protegido