Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Representantes das unidades hospitalares públicas de Palmas, profissionais de saúde e as secretarias da saúde do Estado e Município se reuniram nesta semana para reorganizar o fluxo de pacientes que dão entrada no Hospital Geral de Palmas (HGP).

“Estamos operando com capacidade máxima no pronto-socorro. São vítimas de acidentes de trânsito, na maioria, mas há casos menos graves sendo encaminhados, ocasionando superlotação nos setores de urgência e emergência”, informa o diretor técnico do HGP, Luciano Lopes.

O HGP é uma unidade de média e alta complexidade, de referência para o atendimento no Tocantins e estados vizinhos, oferecendo 39 especialidades. Seu pronto-socorro atende, em média, 2 mil pessoas por mês.

A demanda do HPG tem aumentado exponencialmente nos últimos dias, com grande fluxo da capital e do interior. Parte destes casos pode ser tratada em unidades básicas, a fim de diminuir a sobrecarga de pacientes do Hospital Geral.

“Estamos discutindo com o município de Palmas uma maneira de reorganizar o fluxo de entrada de pacientes, com intuito de diminuir a superlotação, dar condições mínimas de atendimento, prezando pela qualidade”, destaca o diretor.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Atendimentos de Urgência e Emergência do Tocantins e estados vizinhos sobrecarregam o HGP. / André Araújo/Governo do Tocantins


error: Conteúdo Protegido