Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Um professor teve uma iniciativa inovadora para melhorar as condições de aprendizado de um aluno deficiente do curso de zootecnia ofertado pela Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFT) em Araguaína.

Trata-se de uma mesa adaptada para deficientes visuais, projetada e construída pelo professor José Hugo de Oliveira Filho para o aluno Ryckelmy Silva Lopes, do 1º período do curso.

A mesa foi pensada para as necessidades de Ryckelmy na disciplina de desenho técnico, de modo que, tateando relevos diversos, barbantes, fios e outros materiais, o aluno consiga fazer a leitura de plantas baixas de projetos de construções rurais, por exemplo.

O professor ainda aprimorou a ideia com a elaboração de maquetes, também desenvolvidas especialmente para o estudante. 

Tendo uma serie de ferramentas em casa e gostando de fazer trabalhos manuais em seu tempo livre, o professor construiu mesa e maquetes na garagem de casa com seus próprios recursos financeiros.

A cada novo encontro com Ryckelmy, as ferramentas passam por melhorias e adaptações, conforme mestre e aluno testam, no decorrer das aulas, o sucesso da invenção.

Previamente informado pela coordenação do curso sobre a condição do aluno, Oliveira Filho identificou, com a ajuda da monitoria digital da disciplina, a necessidade de Ryckelmy em ter uma ferramenta que pudesse auxiliá-lo na compreensão das aulas de desenho. 

"Sabemos que os deficientes visuais têm outra forma de ler e compreender o cotidiano, possuindo uma sensibilidade maior dos sentidos para diversas situações. No primeiro dia de aula, Ryckelmy já me foi uma grata surpresa: percebi nele bastante interesse na disciplina e uma capacidade de desenvolvimento muito boa. A partir daí, comecei a pensar em uma forma de ajudá-lo a melhor entender o que trabalhamos em sala", conta o professor. 

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Professor e aluno / Foto: Divulgação/UFT


error: Conteúdo Protegido