Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Uma adolescente de 16 anos matou o próprio padrasto a tiros na noite desta sexta-feira (27), no município de Cristalândia, região central do Tocantins. Segundo a Polícia Militar, a menina disse que cometeu o crime porque sofria abusos sexuais e ameaças de morte, por parte do homem.

De acordo com informações apuradas pela Agência Tocantins, o crime foi registrado no setor Celso Mourão, por volta das 20h13 e a menor informou à PM que era violentada há quatro meses e que estava em casa, quando o padrasto chegou.

De acordo com os relatos da polícia, ela pegou a arma de propriedade dele e efetuou um disparo. Em seguida, o homem saiu correndo e pediu ajuda na casa de uma vizinha, depois foi para a casa da mãe dele em busca de socorro, o homem foi identificado apenas pelo nome de Leonardo

Conforme a PM, após ter atirado, a menor ligou para a mãe dela e juntas foram até a casa onde o homem estava. Lá, a adolescente teria efetuado mais disparos. O padrasto não resistiu e morreu no local.

Os policiais foram chamados e encontraram o homem sem sinais vitais e um revólver calibre 38, com três cápsulas deflagradas, ao lado do corpo. A adolescente foi detida e levada, junto com a mãe dela, para a delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins.

O homem foi identificado apenas pelo nome de Leonardo, a menina disse que era abusada por ele há quatro meses - Foto: Reprodução/Agência Tocantins
O homem foi identificado apenas pelo nome de Leonardo, a menina disse que era abusada por ele há quatro meses – Foto: Reprodução/Agência Tocantins 

 

Fonte Por: Redação Fonte: Alessandro Ferreira | Agência Tocantins
Crédito de imagem: O homem foi identificado apenas pelo nome de Leonardo, a menina disse que era abusada por ele há quatro meses – Foto: Reprodução/Agência Tocantins


error: Conteúdo Protegido