Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) informou nesta quinta-feira (29) que aplicou duas multas que somam mais de R$ 8 milhões na BRK Ambiental, concessionária responsável pelo abastecimento de água e tratamento do esgoto em Palmas. As autuações ocorreram porque, em duas situações, água contaminada com esgoto acabou indo parar dentro do lago de Palmas.

A BRK Ambiental afirmou que vai apresentar defesa técnica relacionada a cada caso e disse que a estação do setor Bertaville opera dentro dos parâmetros exigidos. (Veja a nota completa abaixo)

Segundo o Naturatins, a primeira multa, de pouco mais de R$ 5,5 milhões, foi motivada por análises que indicaram que a Estação de Tratamento de Esgoto do Setor Bertaville lançou ‘efluentes com parâmetros de contaminação acima do permitido pela legislação ambiental’. Segundo o instituto, esta foi a causa das manchas verdes observadas ao longo de vários meses no ribeirão Taquarussu Grande, que desagua no lago.  

A outra multa é relacionada a um vazamento de esgoto registrado na Estação Elevatória de Esgoto do Setor União Sul durante uma chuva. Neste caso, o valor da multa é de pouco mais de R$ 2,5 milhões.

O Naturatins disse que denúncias de infração ou crimes ambientais podem ser registradas pelo telefone 08000 63 1155, ou pelo site do instituto.

Manchas verdes persistiram por meses no lago de Palmas — Foto: Marcel de Paula/Governo do Tocantins
Manchas verdes persistiram por meses no lago de Palmas — Foto: Marcel de Paula/Governo do Tocantins

 

Nota da BRK Ambiental na íntegra

A BRK Ambiental considera que a fiscalização de órgãos de controle contribui para o aprimoramento da prestação dos serviços de saneamento. A empresa recebeu as notificações do Naturatins e vai apresentar sua defesa técnica relacionada a cada caso.

A concessionária informa que a Estação de Tratamento de Esgoto Aureny, localizada no Setor Bertaville, opera atendendo a outorga emitida pelo órgão ambiental e que todo o lançamento de esgoto tratado no local atende aos parâmetros exigidos.

Sobre a ocorrência de extravasamento na Estação Elevatória de Esgoto União Sul, causada por fortes chuvas ocorridas no dia 12 de outubro, a empresa informa ainda que já apresentou aos órgãos de fiscalização, inclusive para o Naturatins, a alternativa técnica adequada a evitar a recorrência destes episódios, validada por especialistas no tema, e aguarda um posicionamento oficial.

 

Fonte Por: Alessandro Ferreira Fonte: Redação | Agência Tocantins
Crédito de imagem: Manchas verdes persistiram por meses no lago de Palmas — Foto: Marcel de Paula/Governo do Tocantins


error: Conteúdo Protegido