Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



No segundo fim de semana da operação de fiscalização das atividades sujeitas a medidas sanitárias protetivas contra a Covid-19, sob a coordenação da Comissão de Monitoramento criada para acompanhar o cumprimento dos decretos de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, fiscais de Obras e Posturas e da Vigilância Sanitária (Visa) do Município de Palmas visitaram bares, restaurantes, lanchonetes e instituições de ensino superior em vários pontos da cidade. Além de verificar o cumprimento das medidas sanitárias, como uso de máscara, não aglomeração de pessoas e disponibilização de álcool em gel, os fiscais prestam orientações aos proprietários dos estabelecimentos, trabalhadores e clientes quanto aos cuidados para evitar a transmissão do vírus.  

A operação, que conta com a participação de agentes da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), ocorreu em duas etapas nesta sexta-feira. A primeira, no início da noite, com os fiscais de Obras e Posturas, percorreu bares, pizzarias e restaurantes de Norte a Sul da Capital, em avenidas principais como Palmas Brasil, Palmas Brasil Norte, NS-02, NS-4 e Avenida JK. Na ocasião, os fiscais não encontraram aglomerações nos estabelecimentos e não houve necessidade de emitir autuações. 

Comerciantes foram orientados quanto ao distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas, disponibilização de álcool em gel em todas as mesas e nos caixas, uso de máscara obrigatório por funcionários e clientes e evitar aglomeração de pessoas, tanto em ambientes internos quanto externos. 

Faculdades

A segunda etapa do trabalho contou com a atuação dos fiscais da Visa, que visitaram sete instituições de ensino superior. Cinco faculdades estavam fechadas e duas, localizadas na região Sul da Capital, estavam abertas. Elas receberam um termo de visita, mas não foram notificadas, visto que não estavam realizando aulas presenciais.

Segundo a fiscal Gisela Diniz Campos, o trabalho foi produtivo. “Todas as instituições cumpriam as normas e as que estavam abertas estavam gravando aulas online ou realizando atendimento ao público, ações permitidas durante a pandemia”, afirma.

A ação de monitoramento contou com a participação de três agentes da GMP, dois fiscais da Visa e mais dois do setor de Posturas da Prefeitura de Palmas.  As ações da Comissão de Monitoramento tiveram início no último dia 12 e irão continuar enquanto durar a pandemia da Covid-19.

Fonte Por: Alessandro Ferreira Fonte: Ascom / Prefeitura de Palmas
Crédito de imagem: Fiscalização conjunta da Comissão de Monitoramento de combate à  Covid-19 – Foto: Luciana Pires/Prefeitura de Palmas


error: Conteúdo Protegido