Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Celebrado todos os anos e pensado para ser um momento de sensibilização e de conexão da população com as unidades de conservação, o evento ‘Um Dia no Parque’ foi realizado no Tocantins de um jeito diferente.

Por causa da pandemia, o número de participantes foi reduzido e normas sanitárias, como uso obrigatório de máscaras durante todas as atividades, foram adotadas pela equipe de supervisão da Área de Proteção Ambiental (APA) do Jalapão e do Parque Estadual do Jalapão (PEJ).

Promovido pelo World Wildlife Fund (WWF Brasil), ‘Um Dia no Parque’ é um evento nacional realizado nas unidades de conservação participantes. Em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), a APA do Jalapão e o PEJ realizaram atividades com a participação de representantes de instituições públicas, privadas e da sociedade civil. O evento foi realizado no último domingo (18).

Por causa da limitação de ações permitidas neste ano, as equipes promoveram atividades de limpeza e remoção de lixo das estradas, além do plantio de sementes de caju e outras espécies nativas em áreas afetadas pela presença humana.

Dentro da programação, também foi realizada visita às dunas, um dos principais atrativos da região, com registros fotográficos para divulgação do evento. “É importante gerar consciência sobre o cuidado que devemos ter com o meio ambiente, respeitando os locais apropriados para depositar o lixo e incentivando ações de reciclagem”, explicou a supervisora da APA, Rejane Nunes.

Já o técnico do PEJ, Thomás Tanaka, complementou que a recuperação de áreas degradadas e plantio de espécies arbóreas de interesse para o ser humano trazem as pessoas mais próximas da natureza e deixam um legado importante para as futuras gerações.

Segundo a gerente do Programa de Ciências do WWF-Brasil, Mariana Napolitano, ‘Um Dia no Parque’ é uma campanha que visa a promoção e fortalecimento das unidades de conservação em todo o país, desmistificando um cenário de distanciamento entre sociedade e natureza, e principalmente ampliar o envolvimento da população na defesa do patrimônio natural.

O Brasil possui 2,5 mil unidades de conservação, que cobrem aproximadamente 17% do território nacional. No Tocantins, elas correspondem a 15% do total 277.621 km² de seu território.

“Essas áreas ainda são pouco conhecidas ou reconhecidas pelos brasileiros, que não têm familiaridade com as categorias, seus significados e relevância na conservação da natureza”, conclui Rejane.

Fonte: AFNoticias
Crédito de imagem: Evento é promovido pelo World Wildlife Fund / Foto: Naturatins/Divulgação


error: Conteúdo Protegido