Escute a rádio online agora:

No dia em que se celebra a Luta Antimanicomial – 18 de maio – a Prefeitura de Porto Nacional, através do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), retrata as perspectivas dessa luta, dialoga com pacientes e divulga cards eletrônicos explicativos – durante toda a semana – com informações e recomendações sobre a história de uma causa tão nobre. O mural encontra-se na recepção da unidade.

Em meio à pandemia causada pelo novo Coronavírus, as ações alusivas à data foram suspensas. No entanto, o Caps buscou uma iniciativa para demonstrar aos pacientes com sofrimento mental, que a luta continua e será sempre lembrada. O grande painel mostra o panorama de anos de combate aos maus tratos, violência, aprisionamento, abandono, negligência e discriminação.

Um breve diálogo com os usuários do sistema de saúde mental, um de cada vez para evitar aglomeração, enquanto aguardam as consultas, aproxima os profissionais cuidadosos dos pacientes. Um ato de amor e respeito com quem precisa de atenção psicossocial.

 Para a secretária municipal da Saúde, Anna Crystina Brito, a luta continua. “Lutamos e buscamos com força a garantia de tratamento humanizado para todas as pessoas com sofrimento mental. Não medimos esforços, também, em buscar a expansão da Rede de Atenção Psicossocial e a liberdade de todas as pessoas usuárias dos serviços do Caps”, disse.

Luta Antimanicomial

Há algumas décadas, cuidado aos doentes mentais era realizado em manicômios onde pessoas sofriam de maus tratos, abusos, eram esquecidas e não tinham qualquer contato com a comunidade.

Durante o período de redemocratização, trabalhadores em saúde mental, familiares e usuários dos serviços iniciaram um movimento em favor do cuidado dos pacientes. Junto ao Movimento Sanitário começou a luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental, que dura até hoje.

Hoje os Caps substituem os antigos manicômios e, junto a outros serviços, oferecem atendimento humanizado valorizando a autonomia, o protagonismo e a convivência em comunidade.

Texto: Umbelina Costa

Imagens: Caps Porto

Secretaria Municipal da Comunicação