Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Saiu às 13h e 46m desta quarta-feira (13), o 59º Boletim Epidemiológico Oficial com as informações atualizadas sobre o avanço do novo coronavirus no Tocantins. O comunicado trouxe a confirmação de 108 novos casos da Covid-19 e mais 04 óbitos que estavam em análise.

Os novos casos são de Araguaína (39), Axixá do Tocantins (03), Cariri do Tocantins (05), Colinas do Tocantins (02), Darcinópolis (02), Fátima (01), Goiatins (01),  Gurupi (04), Miranorte (01), Nova Olinda (16), Palmas (21), Paraíso do Tocantins (03), Ponte Alta do Tocantins (02), Porto Nacional (01), São Bento do Tocantins (01), São Miguel do Tocantins (05) e Tocantinópolis (01).

Atualmente, o Tocantins apresenta 932 casos no total, destes, 154 pacientes estão recuperados, 757 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 21 pacientes foram a óbito.

Internações disparam

O número de internações por Covid-19 voltou a disparar nas últimas 24 horas, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde desta quarta-feira, 13. As hospitalizações saltaram 26,2% — de 42 para 53 — e a ocupação de UTIs, 57,1% — de 14 para 22, com 18 pacientes em unidades públicas e 4 em privadas.

Novas mortes contabilizadas

O Boletim desta quarta confirmou quatro falecimentos de pacientes, cujas amostras foram extraídas e estavam sob análises. Um ocorreu em Araguaína, no Hospital Dom Orione, nessa terça-feira, 12. Trata-se de um homem de 84 anos, hipertenso e tabagista.

Outro óbito foi de uma mulher diabética, de 43 anos, de Axixá que estava na mesma unidade hospitalar.

Ainda na terça-feira, morreu um homem hipertenso, de 59 anos, de Tocantinópolis, no Hospital Municipal da cidade.

E, fechando, o quarto falecido é um morador de São Miguel, de 43 anos, hipertenso, que estava internado em Imperatriz (MA).

Letalidade acelerou

O ritmo das mortes acelerou muito este mês. Desde o dia 1º de maio até essa terça morreram 17 das 21 vítimas fatais da doença no Estado, o que significa 81%; e outras quatro faleceram de 14 a 30 de abril, ou 19%.

Palmas e Araguaína lideram

Por cidade, Palmas e Araguaína têm 3 óbitos cada e depois vem Paraíso, Augustinópolis e São Miguel, com duas cada.


error: Conteúdo Protegido