Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

O secretário municipal de Educação de Gurupi, Eurípedes Fernandes Cunha enviou um ofício às diretoras e diretores das unidades escolares da rede municipal de ensino de Gurupi comunicando a dispensa dos contratos temporários que chegam a mais de 80 pessoas entre professores, técnicos e merendeiras.

No documento, o secretário escreve que os contratos estão encerrados desde o dia 1º de abril de 2020.

Nas considerações ele cita a pandemia de coronavírus “que assola o País e o mundo e destaca o Decreto Municipal nº 487/2020 que determina a suspensão do retorno das aulas devido ao cenário da pandemia.

Ao Portal Atitude, Eurípedes disse que a dispensa dos contratados visa oferecer segurança jurídica e como são contratos os profissionais não chegaram a ser informados com antecedência.

Ele disse que o Decreto de Calamidade pública não ampara juridicamente a permanência dos contratos.

“Na questão de contrato não vale, porque entra a questão de excepcionalidade porque é feito somente diante a necessidade, mas como não estão trabalhando eles (contratos) não têm nenhum compromisso, diferente dos efetivos que terão de repor as aulas, enquanto os contratados, quando vencer o prazo, todos vão embora e não terão compromisso. Assim que a gente retornar as aulas os contratos retornarão”, disse.

Queda de receita

O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb é o principal recursos para a manutenção das escolas.  “A queda no repasse relativo ao mês de março o Fundeb que é a nossa maior receita caiu 9,8 e a previsão para abril é de 15%”, disse Eurípedes.

Fonte: AtiduteTO


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido