Um crime passional foi registrado na tarde de sábado (14), na Rua Rouxinol, Setor Maracanã, em Araguaína, norte do Tocantins. Os motivos, aparentemente, estão relacionados a um suposto triângulo amoroso envolvendo um homem e duas mulheres.

A vítima identificada como Daniela Aparecida, 24 anos, foi pega de surpresa pelo casal José Barros Rodrigues, 32 anos; e Kleane Bispo da Silva, 36 anos. De acordo com testemunhas, por volta das 16h e 30m, a jovem estava em via pública quando começou a receber golpes de facão desferidos pelo ex-companheiro que estava junto com sua rival. Ela foi atingida nos ombros, na cabeça, nos braços e nas pernas.

Populares correram em defesa da mulher que tentou fugir do casal, mas, acabou caindo na rua. O SAMU foi chamado e socorreu a vítima que estava em estado grave e foi levada para o Hospital Regional de Araguaína.

Os acusados fugiram e se esconderam em uma casa a cerca de 300 do local do crime onde foram localizados pela Polícia Militar e conduzidos à 5ª CAPC – Central de Atendimento da Polícia Civil. A arma usada na tentativa de homicídio e uma camisa suja de sangue foram encontradas pela PM e entregues à equipe de plantão da PC.

Muito revoltada e enraivecida, Kleane tentou livrar o companheiro dizendo que fez tudo sozinha e não estava arrependida: “Meu marido não tem nada a ver. Foi eu que fiz. Foi eu. Foi ciúme. Foi eu que fiz. Fiz e faço de novo. Ela é uma noiada”. Disse a suspeita.

Os militares e os investigadores entenderam que a mulher queria assumir tudo para tentar amenizar a situação do comparsa, porém, os dois vão responder na via judicial por tentativa de homicídio.