Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora



Uma ação implacável desencadeada pelo Batalhão da Polícia Militar Ambiental a partir de denúncias anônimas culminou no fechamento de um garimpo clandestino que funcionava em uma propriedade rural, perto da fazenda Brasil, no município de Ipueiras, região central do Tocantins.

No local, os militares encontraram o dono do imóvel rural e um garimpeiro que atuavam com participações percentuais nos lucros auferidos mediante a venda dos minérios extraídos. Também foram encontrados cerca de dez quilos de dinamites e seis detonadores.

O instituto de criminalística de Porto Nacional esteve presente para elaboração do laudo pericial e o Esquadrão Antibombas da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) detonou os artefatos explosivos no local.

O proprietário dos equipamentos e mentor do garimpo identificado pela reportagem do PORTALMV como Hidalécio Peron que mora em São Domingos (GO) não foi encontrado, mas, foi enquadrado por crime ambiental, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e posse de artefatos explosivos.

A Reportagem também fez levantamento na região e identificou os dois que foram flagrados no garimpo ilegal, são eles: o proprietário da terra José Nunes de Carvalho, 74 anos, residente na Fazenda Água Bela, localizada nas proximidades; e Isael Cardoso Sousa, 50 anos, residente em Porto Nacional. Ambos estão recolhidos à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional à disposição da justiça.

 


error: Conteúdo Protegido